quinta-feira, fevereiro 29, 2024
HomeUncategorizedRETROSPECTIVA 2023 - Transporte e Mobilidade

RETROSPECTIVA 2023 – Transporte e Mobilidade

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

O ano começou com reajuste na tarifa municipal e problemas nos trens, que se repetiram sistematicamente, trazendo dificuldades para os usuários

Janeiro de 2023 começou com o reajuste de 6% na tarifa de ônibus municipal, maior que a inflação de 2022, que no acumulado até novembro ficou em 5,90%, segundo o IBGE. Essa diferença fez com que o trabalhador que utilizou duas passagens (ida e volta) por dia para se locomover, passasse a desembolsar R$ 233,20, R$ 33,20 a mais mensalmente para ir e voltar ao trabalho. Quando a tarifa era de R$ 5, o valor mensal era de R$ 200 em transporte.

Composição saiu dos trilhos quando chegava à estação da Lapa

No mesmo mês, passageiros que utilizam a Linha 8-Diamante tiveram o primeiro susto quando uma das composições da via, administrada pela ViaMobilidade descarrilou no trecho da estação da Lapa. O acidente interrompeu o tréfego entre Lapa e Barra Funda, obrigando os passageiros a descer nos trilhos.

Em março, os usuários da Linha 8-Diamante enfrentaram novo descarrilamento, o terceiro desde o início do ano. Dessa vez o problema foi entre as estações Júlio Prestes e Barra Funda, e novamente os passageiros tiveram que descer e andar pelos trilhos. No mês de abril, as obras no terminal rodoferroviário de Barueri causou o remanejamento de linhas que paravam no centro, impactando na rotina das 70 mil pessoas que utilizam o local diariamente.

Obras no Terminal Rodoferroviário vão mexer no itinerário de várias linhas até pelo menos o segundo semestre do ano/Foto: BnR

No mesmo período mais um problema para quem usou os trens da ViaMobilidade. As portas de uma das composições da Linha 8-Diamante travaram, e a pane prejudicou quem precisava embarcar ou desembarcar na estação de Osasco – sentido Itapevi. Agosto foi marcado por um acidente com um dos ônibus da Ralip, Linha 166 Califórnia – Centro, que perdeu o controle enquanto descia uma ladeira na Vila Universal, deixando 19 feridos e causando a morte de Maria Aparecida Costa, de 71 anos, que não resistiu aos ferimentos e chegou a ficar internada.

Motorista perdeu controle do coletivo em ladeira da Vila Universal e chocou-se contra casa

Com pelo menos “uma descida obrigatória nos trilhos por mês”, em setembro os passageiros que utilizaram a linha 8-Diamante tiveram que desocupar os vagões no meio do trecho da estação de Carapicuíba quando uma falha fez os usuários acionarem o botão de emergência da composição.

Horas depois da falha, ainda apresentava lentidão na composição/Imagem: TV Globo

Em novembro, além dos diversos relatos sobre os carros da Benfica circulando com placas ilegíveis, uma passageira flagrou um dos ônibus andando com a porta fechada por um cabo de vassoura amarrado por uma sacola de plástico. O coletivo, que fazia a linha 245, que faz o itinerário Líbano – Mackenzie passava pelo trecho da rodovia Castelo Branco.

As altas temperaturas, registradas principalmente no fim de novembro e início de dezembro também foi problema para os passageiros que usaram os trens da Linha 8-Diamante. Com metade da frota sem ar condicionado, no dia 7/12, usuários passaram mal e muitos desceram antes da estação de destino por causa do calor extremo, de até 39°, dentro dos vagões.

 

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!