quinta-feira, junho 13, 2024
anuncio
HomeCidadeFamília denuncia desrespeito a idosa no PS dos Camargos

Família denuncia desrespeito a idosa no PS dos Camargos

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Aos 92 anos, Luiza Valentim Marques foi levada à unidade com fortes dores e teria sido obrigada a esperar por quase três horas para atendimento

A família de uma idosa de 92 anos ainda espera uma resposta sobre uma denúncia feito sobre o atendimento prestado no pronto-socorro do Parque dos Camargos, na quinta-feira, 9/11. Luiza Valentim Marques, morado do Parque dos Camargos, chegou à unidade de saúde, levada por familiares, por volta das 20h30 e, segundo o relato do neto, ficou quase três horas aguardando atendimento, apesar das fortes dores, aparentemente causadas por uma infecção urinária. “Até quando vão manter esse descaso e essa falta de respeito funcionando mal e porcamente aqui no Parque dos Camargos?”, revoltou-se o neto de dona Luiza, em conversa com o Barueri na Rede.

O Estatuto do Idoso prevê, entre os idosos, prioridade especial aos maiores de 80 anos em relação aos demais. Segundo o relato do leitor, a avó só foi atendida porque a situação dela piorou e os munícipes juntamente com a família tomaram a frente e exigiram atendimento. Ainda assim a filha da idosa, que estava com ela, teria sido questionada pelo supervisor do pronto-socorro. “Ao invés de fazer seu trabalho [o supervisor] fica ganhando seu dinheiro às nossas custas supervisionando trancado em sua sala”, desabafa o neto.

Diante do ocorrido, os familiares garantem que registraram queixas em todos os órgãos disponíveis, como Ouvidoria Geral de Barueri e também encaminharam o relato para a Secretaria de Saúde. Mais de uma semana depois do ocorrido, não tiveram nenhuma resposta. “Estamos aguardando um retorno”, garante o neto de dona Luiza, que afirma que só foi dado um número de protocolo quando feita a reclamação.

Queixas diárias

O BnR recebe quase diariamente denúncias sobre atendimentos nos prontos-socorros de Barueri e também em UBS da cidade. Nas redes sociais do jornal, centenas de relatos dão conta de falta de médicos, superlotação e despreparo de funcionários. Alguns relacionam a demanda ao fato de o município atender ‘pessoas de outros lugares’ e até mesmo condiciona à superlotação ao ‘dia da semana’, mas os casos mostram que os problemas são generalizados, em pontos centrais e bairros de Barueri, bem como em diversos dias da semana.

Recentemente a PM foi acionada por conta de um desentimento causado por demora no atendimento no Pronto-Socorro Central (Sameb). Antes disso, o pronto-socorro, no Parque dos Camargos, foi motivo de denúncia por não ter ortopedista após as 18 horas. O BnR já noticiou pacientes flagrados aguardando atendimento sentados no chão do Sameb, resultado, segundo as denúncias, da falta de médicos suficientes e sobrecarga aos profissionais presentes na unidade.

O Barueri na Rede procurou a Secretaria de Saúde, por meio da Secom, e perguntou qual o posicionamento da administração sobre o caso da idosa e ainda o motivo da demora em respoder à família. Até a publicação dessa reportagem não foi dado retorno.

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!