terça-feira, agosto 16, 2022
HomeGerson PedroVereador quer planetário na cidade. Só não disse se é redondo ou...

Vereador quer planetário na cidade. Só não disse se é redondo ou plano

por: Redação

Pois é, estelares leitores, se já estamos vendo estrelas com o preço da comida, porque não olhar pra cima e esperar que alguma coisa caia do céu?

Vereador quer planetário na cidade

Acredite quem quiser, mas o nobre vereador Thiago Rodrigues (líder do prefeito), com assento na augusta casa de leis barueriense, está propondo ao Executivo nada mais nada menos do que a criação de um “planetário” na cidade. Sim, senhoras e senhores que se deleitam lendo essas minhas mal traçadas linhas. Provavelmente, o douto parlamentar quer que a população veja mais estrelas brilhantes, cometas, meteoritos ou astros solares com maior eficiência, através de um céu fictício lindamente iluminado e ,com isso, se esqueçam das mazelas que afligem a população brasileira.

Mas, afinal, o que é um planetário?

Um planetário é um local onde ocorrem apresentações teatrais sobre astronomia, e que simula o céu, sobretudo noturno, de acordo com a data e local de observação. Normalmente, é constituído por uma abóbada ou cúpula e por uma máquina colocada no seu centro, que projeta os diferentes objetos celestes. Bão, a rica cidade de Barueri, com o seu orçamento avantajado, e provavelmente ao que tudo indica, no entendimento desse representante do povo, pode esbanjar o dinheiro público nesse tipo de devaneio pueril.

A pergunta que não quer calar

O grande questionamento que podemos fazer, não obstante sequer sabermos se a tal proposta do vereador Thiago vai se tornar exequível ou não, é se no presente momento não existem outras prioridades mais prementes nas áreas da educação, saúde, trabalho, moradia, segurança pública. Como sabemos que entre os nobres representantes do povo existe um verdadeiro “espírito de porco”, quero dizer “ um espírito de corpo”, onde se aprova quase tudo em nome da unidade, de repente essa pérola passa. Hi, hi, hi, minha nossa!

Crise de exotismo de representantes do povo

Amados leitores, sinceramente eu espero que esses laivos de exotismo não atinjam os edis baruerienses à semelhança do que ocorreu no município mato-grossense de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, onde há tempos votaram e aprovaram a criação de um “estacionamento” exclusivo para Objetos Voadores Não Identificados (OVNI) e passaram a comemorar anualmente, no segundo domingo de julho, o Dia do Extraterrestre (ET). O projeto de lei que homenageia os ETs foi aprovado pela câmara de vereadores da cidade. (Risos discretos)

Desceram a ripa na Enel

Parece que já virou hábito, mas a empresa Enel, a exemplo da Sabesp, já virou “mulher de malandro” de tantas porradas que leva por parte dos indefectíveis representantes do povo. O grande detalhe que pudemos observar é que as reclamações sobre as citadas prestadoras de serviços péssimos, no entender dos vereadores, acontecem em toda região, não só na “ Flor Vermelha que já está desencantada com tanta incompetência. Hummmmmm.

Kaskata pede até mesmo punições

Para o impoluto e indefectível vereador barueriense Kaskata, a Enel deveria ser notificada e punida por tais atitudes de descaso para com a população e destacou ainda que a mesma cobra preços abusivos por seus serviços, faz o que quer na cidade, dentre outras mazelas. Chiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!

E as bordoadas na Enel e na Sabesp continuaram

Como se não bastassem as duras críticas do vereador Kaskata contra a Enel, o seu nobre colega, o vereador Keo, também fez uso da tribuna para arrepiar a fornecedora de energia elétrica e também a Sabesp de maneira bastante contundente. O edílico destacou como exemplo o esgoto a céu aberto que corre em uma rua do bairro do Vale do Sol e também no Jardim Belval, há tempos sem solução.

Keu fez uma grave acusação

Pois é, do alto da tribuna, e fazendo uso das suas prerrogativas parlamentares, o vereador fez uma grave acusação ao afirmar que tem conhecimento que os técnicos da Enel quando vão às residências ou empresas para fazer as vistorias, fazem absurdas checagens querendo saber até mesmo qual é a cor do engenheiro que assinou a “ RT”, com o único objetivo de extorquir, tomar dinheiro, exigir caixinhas das pessoas. Vixe Maria, a acusação é grave, e o vereador mais do que ninguém já deveria ter registrado queixa na polícia e no Ministério Público, não acham amados leitores?

E ainda mandou um recado aos evangélicos

Embalado na sua própria retórica, o vereador Keo não poupou críticas ao presidente Bolsonaro (popular Bozo), a quem classificou como fanfarrão e mentiroso. Criticou também a ex-ministra Teresa Cristina, da Agricultura, a quem apelidou de “Fada da Fome”. Sobrou também para os evangélicos desse país. Keo destacou para que os mesmos se atentem, pois, Bolsonaro não é referência para o mundo cristão, e se algum pastor acreditar nisso, que prove para ele. Hi, hi, hi!

Bem no estilo morde e assopra

O imprescritível vereador Levi Jânio aproveitou o ensejo para dar umas boas cutucadas na Sabesp por causa das estripulias que a mesma apronta na cidade e lembrou a falta de compromisso da empresa, que sempre mete um louco e sequer atende às convocações feitas para que venha dar explicações. Hummmmmmmm, pelo visto, os vereadores não estão com essa bola toda. (Risos discretos)

Passou um pano para a “indigitada”

Mas mesmo assim, o intrépido edil “passou um pano” para a famigerada empresa Sabesp, ao elogiar as ações feitas por ela no Parque Imperial através do programa “Água Legal”. Foi algo assim bem ao estilo “give one in the nail and one in the horseshoe”.

Ainda sobre a mobilidade urbana

Nobres leitores, quero dizer, “amados leitores”, o vereador Levi Jânio não deixou de alfinetar, polidamente é claro, aos seus pares que não deram o “ar da graça” na audiência pública para discutir a questão do trânsito tão caótico na cidade, ao mesmo tempo em que deu uma “puxada de saco” parabenizando a Secretaria de Mobilidade Urbana por ter realizado o encontro. Em tempo, nós, particularmente, entendemos que a secretaria em questão não fez mais que a sua obrigação.

Os nobres edílicos “ cabularam” outra reunião

Não é, queridos leitores, que os nossos lídimos representantes em quem confiamos tanto (quer dizer, nem tanto, né), e isso, quem revelou do alto da tribuna foi o jovem e promissor vereador Levi Jânio, gazetearam em mais uma importantíssima reunião também promovida pela Secretaria de Mobilidade Urbana, onde se discutiu a questão das “crianças e jovens” (pilantras safados, o grifo é nosso) que se aboletam nas rabeiras, especialmente dos ônibus que circulam pelas vias da cidade.

O secretário teria ficado chateado

Pelo que disse o vereador Levi, sempre de maneira muito polida, o secretário da pasta de mobilidade urbana Valter de Oliveira“ teria sentido a falta dos egrégios vereadores na importante reunião, embora o convite tenha sido enviado para a augusta Casa de Leis. Hummmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm.

Um projeto será enviado para a Câmara

Diante da situação provocada por esses irresponsáveis carinhosamente qualificados como crianças e jovens, que tem o péssimo hábito de pegar rabeiras em ônibus e caminhões, a secretaria, segundo Levi Jânio, vai elaborar um projeto com ações que deverão ser tomadas para coibir tal estado de coisas e o mesmo será encaminhado para a câmara. Mas cá entre nós, na Bíblia, em Provérbios 26:3, está escrito dessa forma: “Assim como o chicote foi feito para o cavalo, e o freio, para o jumento, a vara da disciplina é para as costas de quem não tem juízo”. Entendedores entenderão. (Risos discretos)

O hábito realmente faz o monge

Como diz o velho ditado, efetivamente o “hábito faz o monge”. Na Câmara de Osasco, observei durante o decorrer da última sessão legislativa, os edílicos a exemplo dos demais na região, também adoram puxar o saco de certas pessoas com ridículas moções de aplausos, reconhecimentos, solidariedade, congratulações e os cambaus de Madureira. É uma “babação de ovos” de causar espécie.

Delbio Teruel criticou o “ Comando Vermelho”

Já o vereador osasquense Delbio Teruel aproveitou uma fala do presidente da casa em uma questão de creches e desceu o porrete nas anteriores gestões petistas, que por doze anos promoveram um relaxo total no que tange às creches e postos de saúde abandonados e sem reformas. “ Ainda bem que nos livramos dessa situação na cidade, desse comando vermelho que efetivamente ficou doze anos aqui na nossa cidade”, destacou o vereador. Hummmmmmmmmmmmmm.

Cachorrada de luxo

Na não menos gloriosa câmara municipal da cidade de Carapicuíba, o vereador Fabinho Reis, em recente sessão legislativa, deixou claro que a prefeitura gasta com os “cachorrinhos” algo em torno de quatrocentos a quinhentos reais por mês, valores esses superiores ao que se gasta com crianças em creches. O nobre vereador se referia a contratação de um abrigo para os animais, e segundo ele, o prefeito Marcos Neves ficou de estudar a possibilidade de pagar um pouco mais no sentido de atrair alguma empresa interessada em assumir os serviços, uma vez que os atuais prestadores não estão querendo continuar. Foram feitos três chamamentos e ninguém apareceu. Coisa séria, não é, meus fiéis leitores.

Dando um belo exemplo para a região

Na cidade de Itapevi, o prefeito Igor Soares, dando um baita exemplo para toda região, criou a “Comissão Pró Racial”, cujo objetivo é o de combater o racismo estrutural, e para tanto, promoveu uma audiência pública que ocorreu nas dependências da câmara municipal e teve como mediador o vereador Cícero Aparecido de Souza (Aparecido). Enquanto isso, outras cidades da região ficam na “miguelagem”, ignorando o sofrimento de mais da metade da população brasileira vítima do racismo.

 

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!