terça-feira, maio 17, 2022
HomeCidadeEmpresário é indiciado por aliciamento e manter casa de prostituição no Alphaville

Empresário é indiciado por aliciamento e manter casa de prostituição no Alphaville

por: Redação

Saul Klein é acusado de chefiar organização criminosa; estupro; favorecimento de prostituição; exploração sexual e aliciamento de menores 

A Polícia Civil indiciou o empresário Saul Klein por nove crimes sexuais praticados ao longo dos anos e de manter uma casa de prostituição em uma mansão no Alphaville. Foram ouvidas vinte vítimas de um esquema de aliciamento de mulheres, que confirmaram as acusações. Saul é filho do fundador das Casas Bahia, Samuel Klein.

O caso foi investigado pela delegada-titular da Delegacia de Defesa da Mulher de Barueri, Priscila Camargo Campos Gonçalves, que pediu a prisão preventiva do empresário e mais nove pessoas.

Os crimes dos quais ele é acusado são chefiar organização criminosa; estupro; favorecimento de prostituição; exploração sexual e aliciamento de menores; e manutenção de casa de prostituição.

As vítimas disseram à polícia que eram contratadas para atuar como recepcionistas, modelos ou panfletadoras, mas acabavam confinadas em imóveis de Klein e obrigadas a manter relações sexuais com ele e outros homens.

De acordo com o inquérito, elas eram submetidas pela violência física ou psicológica praticada por integrantes da organização ou pelo uso intenso de bebidas alcoólicas ou drogas.

A investigação policial afirma ainda que a prática dos crimes não foi interrompida após as acusações terem se tornado públicas e continuam sendo praticadas tanto na residência do Alphaville quanto num spa em Boituva, no interior paulista.

Saul nega as acusações. Sua defesa afirma que o Ministério Público e o Judiciário vão concluir pela inocência de seu cliente.

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!