terça-feira, maio 17, 2022
HomePolítica“Deputado tem que atender população, não prefeitos”, diz pré-candidato Japa

“Deputado tem que atender população, não prefeitos”, diz pré-candidato Japa

por: Redação

Barueriense que disputa vaga em Brasília diz que políticos não pedem verbas para o que o povo necessita, mas para atender o que a gestão quer

Fábio Oliveira, conhecido como Japa, afirma que em seus muitos anos de atividade política percebeu que a maioria dos deputados, ao lutar por recursos para seus redutos, não prioriza as necessidades da população, e sim, o que a gestão local quer.

Hoje pré-candidato a deputado federal pelo União Brasil, ele diz que se eleito pretende alterar essa lógica. “Temos que mudar o direcionamento do investimento público para as necessidades das pessoas e não para o desejo dos prefeitos, como é hoje”, explica.

Japa nasceu em Barueri e afirma que aprendeu a entender as carências populares pelo contato direto com a população. Na adolescência, vendeu sorvete pelas ruas e fruta em carrinho de mão. Depois, foi office boy. Até que se aproximou da política sendo chamado para ser assessor do vereador Zé Baiano. Não saiu mais.

Foi então trabalhar na prefeitura a convite do então prefeito Gil Arantes e fez de tudo. Foi auditor, chefe da farmácia, diretor de compras e assessor parlamentar durante o mandato de Gil como deputado estadual. Em 2012, aceitou o desafio de ser candidato a vereador e ficou na suplência, mas foi chamado por Gil para ser secretário de Serviços Urbanos do município. De 2017 a 2019, ocupou o cargo de secretário de Obras de Porto Feliz, cidade com quem tem ligação até hoje.

É dessa experiência que tira seu projeto de mandato parlamentar. Ele entende que, apesar de o trabalho do deputado ter âmbito nacional e estadual, deve priorizar as cidades da região onde vive. “É necessário saber o que as pessoas precisam, abraçar a população, ouvir, saber do que necessitam”, afirma. “O mandato é da população. Eu não acredito em projeto já feito, de cima para baixo.”

Além disso, considera fundamental ter uma visão regional. “Um deputado de Barueri precisa se preocupar com Carapicuíba, Itapevi, Parnaíba, porque não estamos isolados do mundo”, afirma. “E se consigo uma melhoria na saúde de Jandira, estou melhorando a saúde de Barueri também ao diminuir a sobrecarga do sistema.”

No âmbito da eleição estadual, Japa diz que vai apoiar o candidato que mais se aproxima de sua visão política. “Vou me decidir pensando na população, fechar com um candidato que tenha os olhos para a nossa região”, explica. “Já para a presidência, ele que evitar a polarização que tomou o debate político. “No primeiro turno, pretendo ficar com uma terceira via.”

Japa tem 44 anos e hoje é empresário da área da construção civil. É pai de três filhos e casado com a vereadora Tânia Gianelli. Na política local, mantém sua ligação com seu padrinho, que ele chama de “sempre prefeito” Gil Arantes.

Leia outras reportagens da série:

Leandro Canaã aqui

Reinaldo Monteiro aqui

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!