domingo, junho 16, 2024
anuncio
HomeCidadePacientes denunciam falta de insulina na Farmácia Municipal

Pacientes denunciam falta de insulina na Farmácia Municipal

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Relatos afirmam que unidade está sem estoque há mais de dois meses. Item é  essencial e prioritário para tratamento de doenças assistidas pelo SUS

O Barueri na Rede recebeu uma série de denúncias de familiares e pacientes que têm prescrição de insulina como tratamento médico contínuo e não estão encontrando o remédio na Farmácia Municipal. “Meu esposo é diabético e necessita da insulina, tem quase dois meses que ele não consegue pegar na Farmácia Municipal, dizem que está em falta”, contou uma leitora.

Na manhã dessa segunda-feira, 22/5, vários pacientes estiveram no local com receitas médicas indicando o uso da insulina e saíram da lá, novamente sem a medicação. “Estava um caos lá, muita gente brigando pelo mesmo motivo. Tá em falta a insulina Lantus”, revelou a familiar de um paciente que precisa do remédio.

A medicação foi descoberta como um tratamento para diabetes há 100 anos e a insulina humana está na Lista de Medicamentos Essenciais da OMS desde sua primeira publicação, em 1977. Nas redes particulares, os valores da Lantus podem variar de R$ 80 por uma dose de 3ml até quase R$ 300 por uma dose de 10ml. “Fiquei desolada quando fui ver se tinha chegado insulina. Tinha um senhorzinho precisando e deu a entender que ele não tinha como comprar a insulina, ficou desesperado”, foi a situação relatada por uma leitora que esteve na Farmácia Municipal hoje.

A informação que tem sido passada aos pacientes que procuram a Farmácia Municipal é de que não há previsão para recebimento da medicação. “Nenhuma previsão. Hoje informaram [na farmácia] que avisaram a eles [os pacientes] que já tinham comprado, mas não sabiam porque não entregaram ainda”, revelou um paciente.

Uma das famílias ouvidas pelo BnR contou que somente com a insulina, que deveria ser disponibilizada pelo município, o gasto mensal chega a R$ 500, já que o paciente precisa de duas aplicações por dia. “Fora as fitas de medir glicose, que vive em falta nos postos também. É um descaso total”, desabafou.

Há mais de um ano pacientes têm enfrentado problemas com a falta de medicações básicas em Barueri. Em janeiro de 2022, o Barueri na Rede publicou uma matéria onde há um vídeo do prefeito Rubens Furlan que, acompanhando pelo vice Roberto Piteri, discursa na recepção de um dos PS de Barueri. Uma coisa que eu não regulo é dinheiro para a saúde. O que está faltando é gestão (…), remédio não pode faltar mais, ou eu mando todo mundo embora (…). Ontem eu passei o dia doente por causa da saúde…”, afirma o prefeito em trechos do vídeo.

O Barueri na Rede perguntou à prefeitura, por meio da Secretaria de Comunicação (Secom), qual o motivo para a falta, especificamente, da insulina, há tanto tempo e se há previsão de regularização dos estoques e aguarda resposta.

Postagens Relacionadas

1 Comentário

  1. Uma vergonha,sobretudo por se tratar de uma cidade cuja arrecadação é uma das maiores do país! entretanto, dinheiro para pagar altos salários de cabos eleitorais em cargos comissionados nunca falta,aliás,Barueri tem seguramente o maior numero de cabos eleitorais( ou comissionados) do país socados na prefeitura sem utilidade nenhuma,seja na câmara,seja em secretarias,enquanto isso a farmácia municipal recebe o nome de dipirona,um medicamento que lá existe aos montes, mas se a receita passar de 20 reais,tudo estará em falta!!

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!