quinta-feira, abril 18, 2024
anuncio
HomeCidadeMoradores denunciam depósito de banheiros químicos e risco ambiental no Belval

Moradores denunciam depósito de banheiros químicos e risco ambiental no Belval

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Área fica entre mata e um condomínio. Além do barulho das máquinas e do mau cheiro, vizinhos questionam a contaminação do solo no local

Segundo moradores de um condomínio vizinho ao local, armazenamento de banheiros químicos, além de cusar mau cheiro, podem trazer riscos ambientais/Fotos: Leitora BnR

Quem mora num condomínio que fica na avenida Henrique Gonçalves Baptista passou a contar com um vizinho que tem gerado incômodo e preocupação, um depósito de banheiros químicos a céu aberto. A instalação, fica entre uma área verde e um conjunto habitacional no Jardim Belval e, segundo relatos de moradores, ao lado de parte dos apartamentos.

Uma das queixas é o barulho das máquinas, que, comumente, invade a noite, ou começa antes das 6 horas da manhã. “A Lei do Silêncio do município não funciona aos finais de semana”, contou uma moradora ao BnR. Nas imagens do local, que tem acesso pela rua Joana Pedroso, no Centro Empresarial Itaquiti 2, é possível ver que os banheiros químicos ficam armazenados num cercado, bem ao lado de grande área verde, numa espécie de clareira entre o condomínio e a mata.

São dezenas de banheiros armazenados a céu aberto

A instalação conta com galpões, caminhões, que segundo os moradores entram e saem constantemente, e uma escavadeira. Além do mau cheiro, causado pelas dezenas de banheiros químicos armazenados, a questão ambiental também causou revolta e preocupação para os vizinhos do terreno. “Estão destruindo a natureza e pouco se importando com os moradores. Com essas chuvas fortes e pneus de alguns banheiros sem teto são ótimos ambientes para dengue”, alertou uma das moradoras que denunciou a instalação.

Vizinhos do depósito garantem ter procurado pelo responsável pelo local, mas não conseguiram informações. “Alguns moradores dizem que é da prefeitura mas quero ter certeza quem é o responsável”, afirmou a leitora, que revelou ter conseguido falar com engenheiro. “Consegui o contato, mas ele se nega a falar com morador disse que só fala com a síndica. Um absurdo. É uma arrogância. Preciso saber se a rua que eles construíram foi permitida pela prefeitura, pois tenho certeza que essas obras estão sem fiscalização nenhuma nem da prefeitura e nem da Polícia Ambiental”, revelou a moradora.

O BnR procurou a prefeitura, por meio da Secretaria de Comunicação (Secom), e encaminhou os pontos levantados, como se a adminsitração municipal tem conhecimento do que se trata o uso do local e se as questões sobre perturbação do sossego e risco ambiental, foram consideradas para cessão do espaço, mas até o momento da publicação dessa reportagem não obteve resposta. “Isso é um descaso”, desabafou a moradora.

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!