sexta-feira, agosto 12, 2022
HomeCidadeLeitores denunciam falta de medicamentos essenciais. Prefeitura nega

Leitores denunciam falta de medicamentos essenciais. Prefeitura nega

por: Redação

Relatos afirmam que faltam alguns remédios, e mesmo usando app, não conseguem encontrar, por exemplo, os de hipertensão e diabetes nas UBSs

O BnR tem recebido dezenas de relatos de leitores sobre a dificuldade e até mesmo impossibilidade de conseguir remédios da lista de Medicamentos Essenciais, que são aqueles fornecidos gratuitamente por meio de unidadades de saúde pública.

Nas UBS de Barueri, e também na Farmácia Municipal, que funciona 24 horas, segundo os pacientes faltam medicações para controle de diabetes, hipertensão e os de controle de dor e febre, como dipirona. “Faz dois meses que não tem esses remédios na UBS Júlio Lizart, do Vale do Sol”, afirmou uma leitora.

Barueri tem um app que possibilita a consulta da disponibilidade de medicação nas UBS, mas nem assim as pessoas conseguem os remédios receitados. “Apesar da facilidade de consultar se tem o remédio em outras unidades de saúde, o resultado das pesquisas no app sempre é negativo. Simplesmente não tem”, contou outra moradora ao BnR.

Nas redes sociais também são comuns relatos de pessoas que precisam de medicações, que são na maioria de uso contínuo e previstos na Política Nacional de Assistência Farmacêutica, e têm dificuldades de consegui-las nas unidades de saúde de Barueri. “Falta desde uma simples dipirona até os remédios pra controle de pressão alta. A gente não consegue em lugar nenhum”, descreve um leitor.

O que diz a prefeitura

Diante da quantidade de queixas feitas ao BnR, foi encaminhada à prefeitura uma série de questionamentos a respeito da reposição dos medicamentos essenciais, da dificuldade em conseguir os remédios e como as pessoas que fazem uso devem proceder quando não encontram o que pede a receita médica.

Sobre o abastecimento das farmácias das UBS, a nota, enviada como resposta, explica que “todos os medicamentos padronizados na relação municipal de Barueri para tratamento de diabetes e hipertensão arterial já foram adquiridos”. A prefeitura garantiu que de 14 itens desta relação, apenas quatro ainda estão aguardando a entrega pelas empresas, “que seguem os prazos legais da Lei de Licitação de Compras” e que pode ainda haver estoque remanescente em algumas unidades.

Dos remédios relacionados na nota enviada ao BnR, a administração municipal afirma que há disponibilidade em vários pontos do Anlodipino 5mg, Captopril 25mg, Carvedilol 6,25m, Carvedilol 25mg, Glibenclamida 5mg, Gliclazida 30mg, Hidroclorotiazida 25mg, Insulinas, Losartana 50mg e Propranolol 40mg.

Já Atenolol 50mg, Enalapril 20mg, Metformina 500mg e Metformina 850mg estão à espera de reposição do estoque. Sobre os resultados das pesquisas feitas pelos leitores no app da prefeitura, é explicado que “as informações podem sofrer alteração devido a dinâmica de recebimento e distribuição ao longo do dia”.

Para quem não consegue encontrar os remédios receitados nas unidades de saúde de Barueri, a orientação é para que a medicação seja retirada nas farmácias particulares que aderiram ao programa Farmácia Popular. “Basta que o paciente apresente a receita médica e documento de identificação com CPF para pegar a medicação sem custo algum”, termina a nota.

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!