sexta-feira, junho 14, 2024
anuncio
HomeCidadeEstudante de Emei de 4 anos morre e principal suspeita é de...

Estudante de Emei de 4 anos morre e principal suspeita é de que causa seja meningite

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Menina estudava em pré-escola da Vila São Jorge, passou mal semana passada, foi medicada, teve o quadro piorado e morreu no Sameb na segunda-feira

Escola comunicou os pais e liberou crianças para permanecer em casa até que causa da morte seja esclarecida

Uma menina de 4 anos, estudante da Emei Professora Maria José de Barros, na Vila São Jorge, região central de Barueri, morreu na manhã de segunda-feira, 7/11, e a principal suspeita é que a causa de morte seja meningite.

A criança começou a sentir-se mal na semana passada e passou por atendimento médico. Foi medicada com antibióticos e mandada para casa. Como o quadro piorou, no fim de semana ela foi levada pela família ao Sameb, onde morreu.

Em razão dos sintomas, a primeira suspeita para a causa da morte é meningite, mas isso ainda depende da realização de exames para ser confirmado. Como medida de segurança, a Emei informou sobre o ocorrido aos pais dos alunos e liberou as famílias para manter as crianças em casa.

A meningite viral, que havia sido extinta no Brasil, voltou a se espalhar pelo país. Uma das razões é a queda na taxa de vacinação das crianças, que são as principais vítimas da doença. Números das autoridades da saúde mostram que mais de 700 pessoas haviam morrido de meningite até setembro no páis. Boletim divulgado no mês passado pela Secretaria de Saúde do estado, apontava que em Barueri foram registrados 128 casos suspeitos e 39 confirmados este ano.

Em razão desse quadro, nos últimos anos foram intensificadas as campanhas de vacinação pelo país contra a enfermidade. A vacina é a única arma eficaz de combatê-la.

A doença é uma inflamação das meninges, que são as três membranas que envolvem o cérebro e protegem o encéfalo, a medula espinhal e outras partes do sistema nervoso central, e atinge na grande maioria crianças de zero a 12 anos.

As autoridades de saúde pedem que os pais levem as crianças para tomar a vacina contra a doença, que pode levar à morte ou deixar graves sequelas, como perda da audição e visão, epilepsia, amputação de membros e causar paralisia cerebral.

Postagens Relacionadas

2 Comentários

  1. E tudo mentira , minha irmã não chegou a ser internada ela morreu por negligência médica esse médicos filhos da puta

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!