segunda-feira, maio 20, 2024
anuncio
HomeCidadeEmpresário é condenado a pagar indenização a policial humilhado no Alphaville

Empresário é condenado a pagar indenização a policial humilhado no Alphaville

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

PMs foram atender chamado de violência doméstica, feito pela esposa do morador que, bêbado, desacatou e ofendeu os agentes. O caso ganhou as redes sociais

Empresário, que foi denunciado por violência doméstica, humilhou policiais que foram atender a ocorrência em condomínio no Alphaville

Ivan Storel, de 49 anos, morador de um condomínio de luxo no Alphaville, foi condenado a pagar indenização de R$ 25 mil a um policial militar. As ofensas e humilhações praticadas por Ivan contra o PM foram a justificativa da ação, movida pelo Ministério Público. Os promotores viram desacato contra os policiais que atendiam a uma ocorrência de violência doméstica, feita pela própria esposa do morador.

Na ocasião, os policiais José Edson Ferreira, Daniel Dias do Nascimento e Géssica Marcia de Oliveira Desanti foram até a casa do empresário acionados pela mulher dele, que relatou às autoridades que o marido estava sob efeito de bebidas alcoólicas e durante todo o dia a ofendeu com diversos xingamentos na frente da filha. Num vídeo (veja aqui), que viralizou e deu destaque ao caso em diversos jornais, é possível ver Ivan, na presença da esposa que estava com a menina no colo, parado na porta da residência ofendendo com palavras de baixo calão os policiais, em especial um dos PMs, que está posicionado a alguns metros em sua frente.

Em certo momento, Ivan pega o telefone e liga para uma pessoa que ele chama de Marinho e diz “Por favor, vem para cá agora. Porque um f… de um m… (palavrões). Você é secretário, vem para cá e me ajuda. Porque esse b…, esse gordo, f…, está achando que é o quê (apontando para o policial). Por favor Marinho, vem aqui e me ajuda (supostamente seria o secretário de Relações Institucionais de Barueri, Marinho Trimboli Jr.)”.

Descontrolado, o empresário chegou a ameaçar o policial. “Não pisa na minha calçada, não pisa na minha rua. Eu vou te chutar na cara, f.. (outro palavrão). Aqui é Alphaville mano”. Ivan chegou a afirmar que ganhava R$ 300 mil e o PM apenas R$ 1 mil. Dias depois Ivan Storel chegou a gravar um vídeo pedindo desculpas.

O caso aconteceu em 2020. A defesa do empresário diz que houve erro na análise das provas no processo. Ainda cabe recurso.

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!