quinta-feira, junho 13, 2024
anuncio
HomeCidadeAmeaça nazista no Mackenzie Tamboré causa apreensão entre pais e alunos

Ameaça nazista no Mackenzie Tamboré causa apreensão entre pais e alunos

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Inscrições em portas de banheiros da universidade anunciam um massacre para a próxima semana. Polícia tenta identificar autor

Pichações com teor nazista e contendo ameaças de atentados escritos nas portas de banheiros da unidade da Universidade Mackenzie do Tamboré têm causado apreensão entre estudantes e familiares. Os textos anunciam um massacre que seria realizado na escola e contêm desenhos da cruz suástica, símbolo dos nazistas.

Aviso foi escrito nas portas dos banheiros do nono ano

Em uma das portas havia a frase “na próxima semana eu vou matar todos vocês, seus merdas”. Em outra, estava escrito na próxima semana o massacre acontecerá. Estejam avisados”.

As inscrições foram percebidas na sexta-feira, 5/8, na entrada dos sanitários do nono ano. Imediatamente, a direção da escola foi informada. As informações se espalharam rapidamente, causando apreensão nos grupos de Whatsapp de estudantes e mães.

Muitos familiares dirigiram-se até a universidade para obter informações. De acordo com pais ouvidos pelo Barueri na Rede, a instituição informa que estava tomando as medidas de segurança necessárias, o que incluía a vinda à unidade de profissionais da área de inteligência que atuam na central do Instituto Presbiteriano, mantenedor da universidade, em São Paulo.

Eles disseram para nós que estavam reforçando a segurança e já haviam iniciado o trabalho de identificar o autor, checando as imagens das câmeras de segurança”, contou um pai de aluno. Outro pai disse que na busca feita nas instalações da escola, foram encontradas munições e uma arma.

Estamos muito preocupados, porque desconhecemos o perfil do autor das emaças”, afirmou uma mãe ao portal. “Pode ser apenas um irresponsável, mas pode ser também alguém perigoso. Não podemos negligenciar o risco.”

A Secretaria de Segurança Pública do estado afirmou em resposta ao BnR que a Polícia Civil de Barueri realiza diligências a fim de apurar o caso.”

O Jornal de Barueri publicou nota atribuída ao Mackenzie em que a instituição teria afirmado que recebeu a notícia das pichações com profunda indignação e surpresa e que não aceita esse tipo de violência.

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!