segunda-feira, junho 24, 2024
anuncio
HomeCidadeServidores do HMB protestam contra demissão em massa

Servidores do HMB protestam contra demissão em massa

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Funcionários saíram do Hospital Municipal em passeata com destino à Câmara para exigir uma posição dos vereadores 

passeata-4
Cantando palavras de ordem, a passeata paralisou o trânsito na região da rua da Prata. Fotos: Bnr

Um grupo de cerca de 200 funcionários do HMB saiu em passeata do hospital por volta das 8h30 desta terça feira em direção à Câmara Municipal. Eles protestam contra a transição de gestores da instituição que ameaça deixar os 1380 servidores desempregados. O protesto é coordenado pelo Sindicato Único dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Osasco e Região (Sueessor).

A gestão do HMB está sendo transferida do Instituto Hygia para a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM) e nenhuma das duas organizações sociais nem a prefeitura querem arcar com as verbas trabalhistas dos funcionários nem lhes garantir o emprego. Para pleitear um emprego na próxima administração do hospital foi instruído que eles peçam demissão e se inscrevam no processo seletivo da SPDM.

A passeata pretende pressionar os vereadores a tomar alguma atitude. Hoje haverá sessão na câmara a partir de 9h30. A manifestação saiu da frente do HMB e seguir pelas avenida Sebastião Davino dos Reis e Marginal Esquerda com sentido à rua da Prata. Por volta de 8h40 o trânsito estava completamente parado na região. Na rua da Prata a paralisação atingia os dois sentidos e a acesso ao Alphaville pela ponte Antônio Arantes estava interditado.

Segundo uma funcionária que preferiu não se identificar, “A prefeitura está empurrando a responsabilidade para a Hygia, mas ela não depositou nosso FGTS durante a intervenção, que está durando um ano”.

“Não é justo o que o prefeito está fazendo, mandando os trabalhadores darem baixa na carteira  e procurar os seus direitos”, diz Donizete Manuel,  diretor do Sueessor. “Não somos contra a troca de OS, mas com direitos garantidos e verbas rescisórias pagas”, completa Donizete.

O participantes do protesto entoavam palavras de ordem como “queremos nosso emprego”  “fora, Furlan” e “queremos mais respeito”.

Cerca de 9h20 da manhã os manifestantes mudaram o percurso e pararam o bulevar, no centro, com destino à sede da prefeitura. Durante a passagem pelo bulevar a manifestação foi saudada pela população com aplausos e buzinaço dos carros.

Às 9h40 a manifestação chegou ao terminal  rodoferroviário no centro da cidade.

Durante o percurso, o número de manisfestante aumentou consideravelmente.

Manifestação chega a sede da prefeitura, às 9h45, e grita palavras de ordem contra o prefeito Rubens Furlan

Protesto chegou na Câmara por volta das 10h20 e tomou o plenário. O presidente da casa Sebastião Carlos do Nascimento, o Carlinhos do Açougue, pediu para que os manifestantes formassem uma comissão para conversar com os vereadores.

 

Postagens Relacionadas

1 Comentário

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!