sexta-feira, julho 1, 2022
spot_img
HomeEleições 2016Rede Sustentabilidade decide lançar candidato a prefeito

Rede Sustentabilidade decide lançar candidato a prefeito

por: Redação

Depois de ser sondado por duas legendas para entrar com o vice em coligação, partido de Marina Silva optou por ter candidatura própria em Barueri

redevereadores
Além de candidato a prefeito e vice, legenda terá chapa com 20 postulantes à Câmara Municipal/Foto: BnR

A Rede Sustentabilidade realizou sua convenção na noite de quarta-feira, 3/8, na Câmara Municipal, e decidiu que disputará o cargo de prefeito de Barueri em outubro. O partido vinha discutindo a questão há tempos e chegou a ser procurado por outras legendas para fazer coligação, mas optou por manter chapa pura.

O candidato a prefeito é Cláudio Paes, professor há mais de 20 anos no ITB e que já disputou duas eleições para vereador, sem sucesso. Seu vice será o comerciante Denis Lima. A legenda terá ainda 20 candidatos a vereador.

A sustentabilidade foi o tema central da convenção e é a base do programa do partido. A proposta da Rede é trabalhar a ideia de cidade sustentável. “Sustentabilidade não é apenas pensar em evitar o corte de árvores, como se pensa, mas é um conceito que está em tudo”, disse Cláudio Paes. “Até um bom atendimento de saúde é uma questão de sustentabilidade”, afirmou. “Liberar construção de grandes empreendimento que destroem nascentes também.”frase-producao-bordo

A Rede trabalhará com a figura de Marina Silva em sua campanha. “A Marina é um diferencial que temos e vamos inclusive tentar que ela venha a Barueri durante o processo eleitoral”, diz Cláudio. Além disso, o partido vai se colocar como opção para proporcionar à população uma nova proposta política, “sem enraizamento na corrupção”, como afirma o candidato a prefeito.

Notícia relacionada: “Nossa maior propaganda são nossas ideias”, diz Cláudio Paes

Candidatura própria

A decisão de lançar candidato próprio a prefeito foi tomada pela Rede nos últimos dias. O partido foi sondado por duas legendas para compor uma coligação, mas sempre para oferecer o vice da dobradinha. “Discutimos internamente, pois parte de nós defendia ser a cabeça de chapa, o que as outras legendas não queriam”, explica Cláudia Paes. Ao final, prevaleceu a proposta de candidatura própria. “Nossas decisões são tomadas por consenso, e ao final entendemos que estamos num bom momento para disputar a prefeitura.”

 

 

 

Postagens Relacionadas
- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!