quarta-feira, julho 24, 2024
anuncio
HomeCidadePrefeitura e Fieb se contradizem sobre mudanças na fundação

Prefeitura e Fieb se contradizem sobre mudanças na fundação

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Informações desencontradas assustaram professores, pais e alunos. Fieb diz que há estudos. Prefeitura nega

Uma reunião ocorrida na escola Prof.ª Maria Theodora, na última quinta-feira, 17/8, assustou professores, pais e alunos da Fundação Instituto de Educação de Barueri (Fieb). Foram anunciadas mudanças para o ano de 2018. A informação correu pelas redes sociais gerando protestos. A Fieb publicou nota, pouco esclarecedora, no dia seguinte, em sua página em rede social, dizendo que estudos estão sendo realizados. Nesta segunda-feira, 21/8, foi a vez de a prefeitura emitir uma nota de esclarecimento na sua página oficial, negando as mudanças.

Relatos nas redes sociais afirmam que na reunião, da qual participaram o superintendente da Fieb, Luiz Antônio Ribeiro, a diretora Cláudia Zanelatto e professores da escola, foi informado que no ano de 2018 a fundação teria somente cursos técnicos e que não haveria mais sorteios de vagas para os primeiros e segundos anos, além de outras mudanças não especificadas. Citam ainda que a Fieb Prof.ª Dagmar Ribas deixaria a fundação, sendo incorporada à rede municipal.

nota-fieb
Nota da superintendência da Fieb na sua fanpage

Na sexta-feira, uma nota assinada pelo superintendente Luiz Antônio foi publicada na fanpage da fundação, dizendo que “…nada está decidido e que existe, sim, um estudo visando promover alterações na estrutura da Instituição”. A nota afirma, ainda, que qualquer mudança será comunicada oficialmente até a primeira quinzena de setembro e que seriam respeitados direitos dos professores e projetos acadêmicos, tratando os relatos nas redes sociais como especulação.

No dia de ontem, Luiz Antônio publicou um desabafo criticando as pessoas que divulgaram informações sem consultar a Fieb ou a prefeitura. “Pessoas mal informadas (prefiro pensar assim) alardearam que dentro dos projetos que vamos levar adiante um deles significaria um verdadeiro ‘desmonte’ da FIEB” diz um trecho da publicação, sem citar quais projetos seriam e como seriam implementados.

Educação de qualidade

As escolas EEFMT Professora Maria Theodora Pedreira de Freitas, EEFMT Professora Dagmar Ribas Trindade e EMEIEF Yojiro Takaoka obtiveram média superior à do Estado e do Brasil no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) referente a 2015, o mais recente,  e são vistas como escolas-modelo, tendo alta procura de vagas por pais e alunos. Veja matéria sobre o assunto.

Há tempos, a prefeitura estuda realizar modificações na estrutura da Fieb. No ano passado, o prefeito Gil Arantes mudou a regra salarial. Em janeiro deste ano, a prefeitura estudou mudar o período de aula na escola Emef Professor Ézio Berzaghi,  no Jardim Belval, extinguindo o tempo integral e adotando o meio período. Entretanto, após reclamações gerais, desistiu da ideia. Clique aqui para saber mais

O Barueri na Rede questionou a Secretaria da Educação, via Secom, sobre a veracidade das mudanças e foi informado que não há planos de reestruturação. “Não há nenhuma mudança planejada para estas ou quaisquer outras unidades de educação” diz a resposta da Secom.

Ao mesmo tempo, a secretaria publicou nota em sua página oficial na internet informando que não há intenção de alterar a gestão da Escola Dagmar Ribas ou de qualquer unidade da rede, reiterando a busca pela qualidade do ensino.

nota-sec-educacao

Pais de alunos estiveram nesta segunda-feira, 21/8, nas escolas Dagmar Ribas e Maria Theodora buscando informações sobre o destino das unidades. O superintendente Luiz Antonio compareceu às duas escolas e afirmou aos pais, alunos e professores que não haverá mudanças. “A Fieb vai continuar. Nós não vamos entregar o prédio à rede. O acesso dos alunos à Fieb está assegurado. O ensino médio não será transferido,  vocês não vão estudar na praça, vocês vão estudar aqui dentro”, disse no auditório da escola Dagmar Ribas.

No entanto, não foi esclarecido qual o objetivo do “estudo que visa promover alterações na estrutura da instituição”,  citado na nota da Fieb, que gerou preocupações e boatos.

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!