quinta-feira, junho 13, 2024
anuncio
HomeEsportePelotão 17 disputa corrida de São Silvestre pela oitava vez seguida

Pelotão 17 disputa corrida de São Silvestre pela oitava vez seguida

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Grupo criado em Barueri em 2014 com o objetivo de melhorar saúde de seus membros teve 18 participantes na mais tradicional corrida de rua do Brasil

Como acontece há oito anos, o Pelotão 17, de Barueri, voltou a participar da Corrida Internacional de São Silvestre, em São Paulo. Desta vez, 18 membros da equipe participaram da prova. A preocupação dos participantes não é com a colocação, mas com a experiência de estar num dos eventos esportivos mais importantes do Brasil. Ao longo do ano, no entanto, atletas do pelotão apresentam alto desempenho em inúmeras provas pelo país.

Segundo Hélio Jr. criador do Pelotão 17 em 2013 e administrador do grupo, desta vez o número de participantes na São Silvestre foi menor em razão da pandemia. “Alguns atletas preferiram não participar por precaução e outros não estão na forma ideal para enfrentar o percurso por terem interrompido ou diminuído o ritmo de treinamento”, explica. De acordo com ele, este ano havia gente veterana na corrida e também quem participava pela primeira vez.

É o caso da barueriense Elaine Rosendo, professora da rede municipal que estreou na São Silvestre. Ela conhecia o pelotão pelas redes sociais e há cinco anos decidiu conhecer o projeto. Não largou mais. “Era meu sonho, desde quando comecei a correr em 2017. Quando falo para as pessoas que corro, a primeira coisa que perguntam é se já fui na SS”, conta ela.

Elaine durante a SS

E não se arrependeu. “É uma emoção única!! Ali tem todo tipo de pessoas: atletas de elite, que fazem a prova em um tempo inacreditável, amadores, idosos, pessoas fantasiadas, cadeirantes”, afirma. Ela exalta também o ambiente da corrida. “É uma prova que abraça todos que querem participar. A sensação que tive é que a maioria participa por gratidão, à vida, à saúde, a Deus.”

Elaine explica que o esforço que a São Silvestre exige é diferente. “Já fiz duas meias maratonas de 21 quilômetros, mas o percurso da SS é muito mais puxado. A subida da Brigadeiro Luís Antônio fecha com chave de ouro. São 15 quilômetros que valem por 30.”

Prioridade do Pelotão 17 é a saúde

Hélio Jr., criador do Pelotão 17

Apesar de preparar atletas para disputar provas durante todo o ano em todos os estados brasileiros, o Pelotão 17 foi criado por Hélio Jr. em 2014 para estimular a vida mais saudável de seus membros. Inicialmente, a prioridade eram pessoas com necessidade de manter atividades físicas rotineiras, como diabéticos, hipertensos ou depressivos.

Com o tempo, sem perder a intenção original, a equipe foi se expandindo para todos os perfis. Os membros se reúnem três vezes por semana no Parque Linear, na Vila Porto, e há atividades para gente de todas as condições físicas. “Temos distâncias para todos os gostos e condições”, explica Hélio Jr. A entrada no grupo é livre e gratuita. Atualmente, está sendo finalizada a agenda de atividades para 2022, que deve começar nos próximos dias.

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!