domingo, março 3, 2024
HomePolíticaPadre de Osasco pede pix para substituir equipamentos levados pela PF

Padre de Osasco pede pix para substituir equipamentos levados pela PF

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Atendendo a mandado de busca e apreensão, celular e laptop do religioso foram confiscados para dar continuidade à investigação

O padre José Eduardo de Oliveira e Silva, de Osasco, um dos alvos da Operação Tempus Veritatis deflagrada pela Polícia Federal (PF) na quinta-feira, 8/2, está pedindo doações para poder comprar celular e notebook, já que os seus foram aprendidos para atender mandado de busca e apreensão. Ele tem mais de 300 mil seguidores e publicou no Instagram que está incomunicável.

A operação investiga uma tentativa de golpe de Estado e abolição do Estado Democrático de Direito que teria sido orientada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e aliados políticos. Segundo a PF, o padre José Eduardo participou de uma reunião no dia 19/11 de 2022, no Palácio do Planalto, onde foi discutida uma proposta golpista para impedir a posse de Lula (PT).

O padre seria integrante do núcleo jurídico do esquema e teria atuado na assessoria e elaboração de minutas de decretos que sustentassem os argumentos golpistas do grupo investigado.

José Eduardo também postou na rede social que está à disposição da justiça e que a república é laica e regida pelos preceitos constitucionais que devem ser respeitados. “Romper com a ordem estabelecida seria profundamente contrário aos meus princípios. Abaixo de Deus, em nosso país, está a Constituição Federal. Portanto, não cooperei nem endossei com qualquer ato disruptivo da Constituição. Como professor de teologia moral, sempre ensinei que a lei positiva deve ser obedecida”, escreveu ele.

Postagens Relacionadas

1 Comentário

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!