segunda-feira, junho 24, 2024
anuncio
HomeCarnavalNa avenida, três grandes Jorges do carnaval de Barueri

Na avenida, três grandes Jorges do carnaval de Barueri

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Primeira campeã da cidade, São Jorge vai homenagear seu santo e os sambistas Jorginho Barueri e mestre Jorjão

 

jorgemina
A São Jorge participou dos dois desfiles após a retomada do carnaval de Barueri, em 2015/Fotos: BnR

A escola de samba Unidos da Vila São Jorge, primeira campeã de Barueri, escolheu para o carnaval deste ano um tema que fala muito de sua história e de seus personagens. O enredo Três vezes Jorge vai reverenciar o santo que dá nome à entidade e a duas grandes figuras da agremiação e do bairro: o compositor Jorginho Barueri e o diretor de bateria Mestre Jorjão.

O tema vinha sendo estudado desde 2015, quando foram retomados os desfiles na cidade, conta o presidente Daniel Fabrício. “Mas não deu tempo de fazer como a gente queria, então deixamos para este ano.” O enredo faz lembrar uma antiga brincadeira no bairro, por causa dos muitos moradores chamados Jorge que viviam lá. “O morro não deveria ser Vila São Jorge, deveria era se chamar Vila Só Jorge.”

O desfile vai homenagear o Santo Guerreiro em suas diversas manifestações, ligando sua força e determinação à própria história da escola. “São Jorge tem tudo a ver com a gente, que luta pelo samba muito antes de a agremiação existir”, diz Daniel, lembrando as rodas de samba do time do Real Matismo e mesmo as manifestações culturais mais antigas que existiam no bairro.

Um dos homenageados é Jorginho Barueri, morador da vila e o maior compositor de sambas-enredo da sua geração. Pela São Jorge, sua escola de coração, é autor, entre outros, do Samba do Argeu, um dos mais conhecidos de sua geração. Também compôs para Raízes, Oba Oba e Verde Rosa, entre outras.

Mestre Jorjão foi fundador e eterno diretor de bateria da escola. Conhecido pelo carisma e pela liderança que exercia sobre ritmistas e componentes, tornou-se uma das figuras mais importantes do carnaval de Barueri. Também atuava como músico em grupos de samba.

daniel
Daniel: reunindo a comunidade

Fundada em 1979, a São Jorge é a escola mais antiga da cidade e também a campeã do primeiro desfile, em 1980. Ele ganharia novamente em 1981 e 1983. Sua volta começou a tomar forma no fim de 2014, quando Daniel Fabricio decidiu entrar no processo de retomada do carnaval de Barueri. Com 40 anos de idade, ele acompanha a agremiação desde os sete e conhece toda a comunidade da escola e passou então a procurar antigos componentes e tomou a frente do movimento.

No começo, teve dificuldades. Não achava o pavilhão original da São Jorge. Além disso, algumas pessoas estavam descrentes de que a escola pudesse voltar e não se entusiasmaram. “Mas agora, antigos componentes que estavam descrentes estão se juntando”, diz Daniel. Ele conta que teve dificuldades até com a documentação, o que obrigou a uma ligeira alteração no nome, de Unidos do Morro de São Jorge para Unidos de Vila São Jorge.

Na avenida, a escola de tantos Jorges deve se apresentar com 200 componentes fantasiados e 60 ritmistas, além de alegorias. Como outras agremiações da cidade, estabeleceu parceria com uma escola de fora, no caso, de Santo André, que cedeu roupas, instrumentos e chassis de alegorias.

Unidos de Vila São Jorge Desfila segunda-feira, 27/2, às 21 horas

Ensaios: domingos, segundas e terças, das 18 às 21 horas

Local: Lava Rápido Bob Esponja – rua Ana Virginia da Cruz, Vila São Jorge

Presidente: Daniel Fabricio
Diretor de bateria: Mestre Belô
Intérpretes: Nego Jeh e Roger
Porta-bandeira: Amanda
Mestre-sala: Evandro

Enredo: Três vezes Jorge
Autores do samba-enredo: Rômulo Zurobski, Marrom Mocidade e Emerson Suhett

Retorno no tempo com muito louvor
Na Capadócia és um santo vencedor
Trago no peito o soldado cavaleiro
Valente e guerreiro
Meu querido padroeiro
Enfatizou minha vila, que emoção
Deu o nome à escola do meu coração

(2x)
O primeiro campeão… eu sou
De vermelho e branco… eu vou
Quem é do samba sabe dizer
Teu nome é Jorge, muito prazer

Iluminado pelo deus da inspiração
Compôs enredos memoráveis, campeão
A sua estrela também brilhou aqui
Meus parabéns, Jorginho Barueri
Chapéu na cabeça, cedro na mão
Apito na boca, o regente vem aí
Artista do samba, é o mestre Jorjão
Conduzindo a bateria
Na memória do povão

(2x)
Vem sentir a energia
Ao ver passar meu pavilhão
Faz parte da alegria
Três vezes Jorge no meu coração

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!