quarta-feira, junho 19, 2024
anuncio
HomeCidadeMensagens com ameaças de ataques a escolas de Barueri provocam pânico entre...

Mensagens com ameaças de ataques a escolas de Barueri provocam pânico entre pais

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Post que cita unidades escolares e promete mortes inundou celulares e redes sociais. Procurados pelo BnR, estado e município se negaram a tratar do assunto

Mensagem que começou a circular no fim de semana e se espalhou

Telefones de celulares de moradores de Barueri foram invadidos durante o fim de semana por ameaças de ataques a escolas da cidade nos próximos dias. Muitos familiares de estudantes pensam em impedir os filhos de ir às aulas até que tudo seja esclarecido.

O Barueri na Rede recebeu mais de cem mensagens de pais demostrando preocupação. “Não sei se é fake news, mas não vou arriscar”, afirmou uma mãe. “Minha filha não vai para a Etec enquanto isso não for esclarecido”, escreveu um pai. Textos com o mesmo teor foram recebidos pelo portal e também publicados nas redes sociais.

Uma das mensagens anuncia ações nos dias 14 e 20, sem citar alvos. Em outra, amplamente distribuída, o texto afirma que haverá ataques nos dias 10, 11 e 12/4, desta segunda até quarta-feira, e cita três escolas: Emef Alexandrino Silveira Bueno, Emef Dalva Fogaça, e Emef José Leandro de Barros Pimentel, todas no Jardim Silveira.

A Emeief Dorival Faria, do Jardim Tupanci, também foi objeto de ameaças. No domingo, 9/4, a direção da escola divulgou comunicado em que diz ter tomado ciência por meio de responsáveis, alunos e funcionários. A nota afirma que encaminhou o caso à Secretaria de Educação e demais autoridades.

Muitos familiares acreditam que os textos são ação de pessoas que querem apenas causar pânico, mas cobram uma posição das autoridades de segurança. O BnR procurou tanto o governo municipal quanto o estadual em busca de informação e orientação para os pais. O estado se esquivou de responder e o município silenciou.

O portal perguntou à Secretaria de Segurança Pública (SSP) que ações a polícia tomaria e que orientações daria aos pais de estudantes. A questão foi transferida para a Secretaria de Educação, que informou que, como as escolas citadas são municipais, cabe ao município tratar do problema.

“As escolas da rede estadual estão atentas aos comportamentos dos estudantes, atuando com a escuta ativa e mediação, buscando solucionar os conflitos identificados”, afirma texto enviado ao BnR. 

O Barueri na Rede também acionou a Guarda Municipal sobre a onda de ameaças e perguntou que ações a corporação pretende tomar diante das ameaças e que orientações dá aos familiares. Até o fechamento desta reportagem, contudo, não recebeu resposta.

Após o fechamento da reportagem, a Secretaria de Segurança Pública do estado procurou o BnR e informou que o caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Contas excluídas do Twitter

Relatório divulgado no domingo, 9/4, pelo Ministério da Justiça, afirma que desde o ataque à pré-escola em Blumenau, na quarta-feira, 5/4, quando quatro crianças foram assassinadas por um invasor, a Operação Escola Segura identificou e pediu a exclusão do Twitter de 270 contas relacionadas a ataques a escolas em todo o país.

A partir de investigações realizadas pelos setores de delegacias de combate a crimes cibernéticos de vários estados, foram emitidos mandados de busca que apreenderam sete armas e levaram à prisão de um suspeito. Todas as contas identificadas estão sendo investigadas pelas autoridades federais e estaduais.

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!