quarta-feira, junho 29, 2022
spot_img
HomeCidadeMarcão, Abigail e os livros: um caso de família

Marcão, Abigail e os livros: um caso de família

por: Redação

Desde o início eles passaram aos filhos o amor pela leitura. Em retribuição, receberam inspiração para o negócio que tocam há 15 anos. 

É impossível não perceber a alegria de Abigail e Marcão no meio dos livros. Cada tarefa é feita com satisfação explícita: atender clientes ao vivo ou online, cadastrar cada volume, descartar livros em condições ruins, levar encomendas ao correio, tudo é feito com um sorriso no rosto.

Há nove meses, o casal instalou uma loja de livros na rua Carlos de Campos, Boa Vista. Sob a placa “Livraria e Sebo do Marcão”, explica-se que compram, vendem e trocam livros novos e usados. Mas eles estão no negócio desde 2001, quando um filho abriu a primeira porta na cidade onde a família vivia, Santo André, no ABC. Ou seja, estão no ramo há 15 anos.

O casal se mudou para Barueri em 2011, quando a filha se casou com um barueriense e veio morar aqui. Os pais vieram atrás. Estudaram o mercado e descobriram que na cidade havia apenas um sebo, em Alphaville. Em Santo André, eram 28.

GEDSC DIGITAL CAMERA
O sebo tem mais de 15 mil volumes/Foto: Décio Trujilo

Não tiveram dúvida. Fecharam a loja de 500 metros quadrados e venderam quase todo o acervo de 35 mil itens. Trouxeram apenas mil volumes. Sem muitos recursos para investir, instalaram-se na garagem de casa na rua Turmalina, Vila Porto, até que, nove meses atrás, encontraram o ponto onde estão, na Boa Vista. “Procuramos num lugar mais movimentado, mas os aluguéis estavam muito acima do que podíamos pagar”, lembra Marcão.

Hoje, eles têm 10,3 mil volumes catalogados e outros 5 mil esperando catalogação. O sebo faz parte da rede Estante Virtual, que agrega mais de mil lojas em todo o país. Na avaliação feita pelo site e pelos clientes, tem nota 98 de um máximo de 100. “Somos muito rigorosos e na descrição do livro fazemos uma avaliação detalhada sobre o estado do volume, para não decepcionar o comprador”, explica Marcão. “E temos muita agilidade também, o pedido não fica parado, nosso desempenho nesse aspecto é muito alto”, completa Abigail. Graças a isso, 90% no movimento vêm das vendas pela internet.

Um vida de livros

Os livros fazem parte da história da família Pereira desde sempre. Como o casal já tinha o hábito da leitura, logo foi passando aos filhos esse gosto. Quando a filha chegou à adolescência, não era possível comprar tudo o que ela queria ler. “Ela sempre adorou ler”, lembra Abigail. A saída da garota foi tornar-se assídua nos sebos.

A partir de então, os pais passaram a frequentar as lojas de livros usados para encontrar os volumes de que a filha necessitava. Até que no início dos anos 2000 o filho, Marcos, fez um estágio no sebo de um casal de tios na zona norte da capital e decidiu entrar para o negócio. Assim nasceu o Sebo do Marcão, em Santo André, em 2001.

Em pouco tempo, entusiasmado, o rapaz convenceu o pai, então desanimado com o trabalho numa rede de lojas, a também abrir seu negócio de livros. E a família passou a trabalhar em dois endereços. Até que um dia, Marcos decidiu dar outro rumo para a vida e os pais juntaram as duas lojas numa só. Fechava-se ali o círculo familiar que começou com o casal transmitindo aos filhos o gosto pelos livros e se concluiu com os filhos inspirando o novo negócio dos pais. O nome das lojas foi mantido e o pai, que se chama José, herdou o nome que deu ao filho, e virou o Marcão do sebo.

Mais que um negócio, um gosto

Aos 60 anos, José, ou Marcão, considera que o sebo não é apenas um trabalho para ele e a mulher. “Como negócio, dá para a subsistência, mas achamos que ele tem uma função social, pois permite o acesso ao livro a muita gente que não conseguiria comprar nas livrarias.”
A questão social está presente na vida do casal, que é evangélico e participa de projetos assistenciais da igreja em Santo André. Recentemente, o marido esteve em Governador Valadares, levando apoio às vítimas da tragédia de Mariana.

sebo1x
Marcão e Abigail administram o sebo em sintonia, cada um com suas atribuições/Foto: Décio Trujilo

Além disso, ele é ligado às coisas do meio ambiente e está cursando pós-graduação em ensino sustentável na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Na loja, as tarefas são bem divididas. Marcão atende os clientes, faz a avaliação dos livros para catalogação e é responsável pelo envio pelo correio. Abigail cuida da gestão do acervo e é quem dá a última palavra na hora de avaliar e comprar. “Ela tem tino, sabe quanto vale e se tem valor de venda”, conta o marido.

A mulher é aposentada como professora de artes e música da rede pública. Um problema de visão quando a filha era recém-nascida a impede de ler tanto quanto gostaria. Por isso, escolhe cuidadosamente o próximo livro. Gosta de temas religiosos e infantis. “Eu relembro meus tempos de sala de aula”, afirma.
Marcão gosta de livros de administração e também dos religiosos. Um de seus preferidos une as duas coisas. É Liderança na Bíblia de Moisés a Mateus, de Lorin Woolfe, que dá lições de gestão baseados em personagens e passagens bíblicas. Atualmente, está lendo O Vendedor de Livros, de Milton Assumpção. Não haveria nome mais adequado.

Serviço
Sebo e Livraria do Marcão
Rua Carlos de Campos, 38, Boa Vista
Tel.: 4198-6832
Email: sebodomarcao@uol.com.br
www.sebodomarcao.com.br

Postagens Relacionadas
- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!