segunda-feira, maio 27, 2024
anuncio
HomeCidadeMães denunciam maternal do Jardim Tupã por irregularidades e abuso

Mães denunciam maternal do Jardim Tupã por irregularidades e abuso

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Segundo relatos, direção oculta informações de acidentes com crianças, dificulta acesso aos professores, ameaça educadores e deixa de alimentar alunos pequenos

A Escola Municipal Maternal Tadataka Mário Ito, que fica no Jardim Tupã, tem sido alvo de uma série de denúncias de um grupo de pais e mães de crianças matriculadas na unidade. As queixas recaem sobre a conduta do corpo diretor da maternal, que estaria adotando postura de descaso com situações consideradas graves pelos familiares.

O Barueri na Rede teve acesso à informação de que um bebê de dez meses sofreu uma queda enquanto estava na maternal e que o fato teria sido omitido dos pais. Numa conversa de grupo de mensagens, a mãe pergunta se é certo a diretora orientar os professores a esconder o acidente da família, porque, segundo a gestora, “a mãe dele vai quebrar essa escola”. A mãe da criança diz que entende o que pode acontecer dentro de uma unidade escolar, “mas mentir e eu ouvir do médico pra ir atrás da verdade porque meu filho está com um coágulo na testa?”.

Ela afirma que pediu o acesso às câmeras da escola, mas que isso foi negado, os monitores foram desligados depois desse fato e a direção da escola teria passado a orientar os professores a não transmitir informações aos pais. “Ela está coagindo as ADIs. Temos prints com ameaça de que se continuarem [professoras] reclamando, serão demitidas”, afirma uma das mães ouvidas pelo BnR.

A situação dos educadores também é motivo de queixas, que estariam sobrecarregados, comprometendo o acompanhamento das crianças. “Se as professoras não conseguem fazer e as ADIs também não, são ameaçadas de demissão. Ou fazem o que a direção ordena, ou serão desligadas. Como aconteceu com uma professora, que era adorada pelas crianças e pelos pais, mas como seguia o protocolo de manter a gente informado, foi demitida como exemplo para os demais”, garante uma mãe de aluno da Mário Ito.

Outro problema apontado pelo grupo de pais e mães trata da alimentação. Segundo os relatos, há casos de crianças com intolerância à lactose sendo alimentadas sem o cuidado e outras que chegam em casa se queixando de estar com fome. “A diretora está ciente das queixas e nada resolve internamente. Não atende às nossas solicitações, visualiza as mensagens e não responde e quando tentamos falar, ela desliga na nossa cara. Isso quando não nos trata com ironia”, diz um dos relatos feitos ao BnR.

Sobre a falta de acolhimento e entendimento da direção com os pais, onde as queixas são ignoradas ou não são dadas as devidas importâncias, o grupo de mães afirma que as denúncias foram protocoladas na Secretaria de Educação de Barueri, mas que nada foi feito.

O BnR entrou em contato com a prefeitura, por meio da Secretaria de Comunicação, e apresentou as questões apresentadas pelos pais e mães sobre a situação e conduta da direção da Mário Ito, mas não obteve qualquer resposta. “Os donos do instituto [que administra a unidade] não tomam atitudes, debocham dos pais e a diretora já ameaçou um pai de o filho perder a vaga. Essa é a situação na maternal onde estão nossos filhos”, declara, inconformada, uma mãe.

 

Postagens Relacionadas

2 Comentários

  1. Eu fui vice diretora dessa maternal

    Mas por não concordar com a maneira da administração fui desligada de uma forma cruel.
    Infelizmente a Diretora não se importa com os funcionários e com as crianças.
    A terceirizada que mantém a maternal, trata crianças como número.
    Eu sempre falei que nós estávamos cuidado do bem maior de alguém, que a partir do momento que as crianças entrava no portão a responsabilidade era toda nossa. O responsável da maternal
    Eu sempre questionava a diretora e os admistradores da terceirizada a quantidade de funcionários, não tinha como uma sala com 15 bebês ficar só uma ADI é uma professora.
    Falava que os funcionários estava sobrecarregado e os acidentes estava acontecendo. E a diretora sempre me questionou.
    O responsável falava que eu queria passar por cima da diretora, que ela sabia oque estava fazendo. Mas desde da
    inauguração a maternal é assim. É muito triste tudo isso.
    E infelizmente a corda arrebenta por lado mais fraco.
    Mas Deus é tão justo que hoje a verdade veio a torna.

    Sai fui demitida em novembro, mas hoje entendo o livramento de Deus.
    Que o olhar seja voltado pra criança.

    #Lider não cuida de resultados, líder cuida de pessoas e pessoas gera resultados#

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!