segunda-feira, junho 24, 2024
anuncio
HomeCidadeJovem encontrada em mata no Imperial foi vítima de estupro e teve...

Jovem encontrada em mata no Imperial foi vítima de estupro e teve mandíbula quebrada

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Resgate da vítima, de 18 anos, comoveu quem participou da ocorrência. “Ela não conseguia falar, mas apontava para onde estava ferida”. Polícia busca por pistas

Local onde ela foi encontrada era de difícil acesso às equipes de resgate

A mulher que foi vista embaixo da ponte do Parque Imperial no fim da manhã de sexta-feira, 8/9, e que mobilizou diversas forças de segurança e resgatistas para retirá-la da mata ao lado do Rodoanel Mário Covas, foi vítima de estupro e agressões físicas graves.

Os agentes que participaram da operação de resgate da jovem de 18 anos – que teve início por volta das 12h40 – ficaram comovidos com o que encontraram. “Ela não respondia [aos chamados] porque estava com a mandíbula quebrada, uma menina ainda”, narrou um dos envolvidos no socorro da vítima. Diversas forças policiais e de resgate se uniram para retirar a vítima, que não teve a identidade revelada.

Da sala de monitoramento da GCM e Departamento de Trânsito de Barueri, os agentes acompanhavam e orientavam os guardas em campo. Como o local onde ela estava era de difícil acesso, e ainda sem saber seu real estado, homens do Corpo de Bombeiros, GCM Ambiental e policiais militares se juntaram ao Resgate Municipal, órgão da Defesa Civil de Barueri.

Jovem foi vista por quem passava pela ponte do Parque Imperial, caída no meio da mata seca

De longe, era possível ver a jovem, deitada de lado, usando um vestido vermelho, sem as peças íntimas e, aparentemente, com as mãos atrás das costas e inconsciente. Como ela não respondia aos primeiros chamados de quem tentava falar com ela, porque estava com a mandíbula quebrada, o resgate foi tenso. “Qualquer tempo perdido poderia colocar a vida dela em risco”, contou um agente que trabalhou no resgate municipal.

Participaram do resgate da jovem, diretamente na retirada de onde ela foi deixada, pelo menos três GCMs, dois deles da Guarda Ambiental, e uma resgatista da Defesa Civil, junto com o parceiro. A vítima foi levada ao Pronto Socorro do Parque Imperial.

A polícia trabalha com a hipótese de ela ter sido levada para o local, descartando queda da ponte, e procura por informações e imagens que possam ajudar a identificar o responsável, ou responsáveis, pelo crime.

Postagens Relacionadas

1 Comentário

  1. vamos esperar as imagens mas não duvido em nada se não foi atacada pelos usuarios de drogas que ficam debaixo do vão da ponte que deveria ser concretado. ali ocorre sempre quenma de fios eletricos para venda

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!