sábado, abril 20, 2024
anuncio
HomeCidadeCOVID: Barueri inicia imunização de crianças a partir de seis meses de...

COVID: Barueri inicia imunização de crianças a partir de seis meses de idade, com comorbidade

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Vacinação está sendo feita de forma escalonada, conforme documento técnico. Também há cadastramento para a ‘xepinha’ em caso de doses remanescentes

A prefeitura de Barueri recebeu doses para a imunização do público a partir de seis meses de idade a dois anos 11 meses e 29 dias com comorbidades ou deficiência. No total, foram disponibilizadas 1.020 vacinas do laboratório Pfizer Baby, destinadas à aplicação de primeira e segunda dose.

As doses serão aplicadas em três pontos de Barueri, na UBS Adauto Ribeiro; no Ginásio de Esportes Dalmo Martins Duarte; e no Centro de Especialidades da Vila São João. Para cada endereço, um horário de atendimento específico: na Avenida Zélia, 950, no Parque dos Camargos, as imunizações são feitas, de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 19 horas (pede-se que a criança compareça até 18h30), às quintas-feiras o atendimento começa a partir das 9 horas por conta da checagem de vacinas; na rua Padre Cícero Romão, nº 384, no Parque Imperial – local de atendimento provisório da UBS Armando Gonçalves de Freitas – das 10 às 15 horas, de segunda à sexta-feira.

Já o atendimento feito na rua Benedita Guerra Zendron, 225 – para onde estão sendo direcionados os pacientes da UBS Benedito Oliveira Crudo, que está em reforma -, as vacinas são aplicadas das 7 às 18 horas de segunda à sexta-feira e das 8 às 17 horas aos finais de semanas e feriados.

A definicação do público alvo é determinada em documento técnico do Centro de Vigilância Epidemiológica e da Coordenadoria de Controle de Doenças de São Paulo e é preciso que seja apresentada a documentação comprovando a comorbidade ou deficiência no momento da vacinação. A ação autoriza a adoção da ‘xepinha’, que permite a aplicacação de doses remanescentes em crianças que não se enquadrem nas especificações do público principal da campanha, ou seja, sem comorbidades ou deficiência. Para esses casos, é exigido que o responsável pela criança faça o cadastro presencialmente para a fila de espera.

O munícipio já vem imunizando todas crianças de três a quatro anos contra a covid desde outubro.

 

 

 

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!