segunda-feira, abril 15, 2024
anuncio
HomeCidadeCom poucos médicos, pronto-socorros enfrentam superlotação e caos

Com poucos médicos, pronto-socorros enfrentam superlotação e caos

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Com apenas dois médicos para atender problemas respiratórios, demora do primeiro atendimento é superior a cinco horas no Sameb e no Parque dos Camargos

Demora prolongada e superlotação obrigaram pacientes a sentar no chão no Pronto-socorro Central (Sameb)

O Pronto-Socorro Central de Barueri (Sameb) tem mais um dia de caos na segunda-feira, 29/5. Pacientes ouvidos pelo Barueri na Rede relatam que passaram mais de três horas após a pré-consulta aguardando o primeiro atendimento.

Ao longo do dia, o número de pessoas cresceu e os pacientes ocuparam todas as cadeiras e muitos tiveram de se sentar no chão. Funcionários afirmaram que havia apenas dois médicos atendendo quem apresentava problemas respiratórios.

No horário do almoço, os dois profissionais presentes se revesaram para fazer a refeição, reduzindo o atendimento a um único médico, o que piorou o tempo de espera de quem aguardava pela consulta. As pessoas ligavam para a Ouvidoria da prefeitura, mas o telefone sempre dava sinal de ocupado. Além do problema da superlotação, os banheiros da unidade estão interditados.

Com a aproximação do inverno e a chegada de tempraturas frias, como ocorreu na madrugada de segunda-feira, o número de pessoas com problemas respiratórios naturalmente cresce. Mas desde a semana passada, pronto-socorros de Barueri apresentam problemas com superlotação por causa do baixo número de médicos para atendimento dos pacientes. “O tempo de espera só para o médico chamar é de 5 horas. Descaso total com os moradores! A saúde em Barueri está totalmente jogada!”, afirmou um leitor ao BnR na semana passada.

Pronto-socorro do Parque dos Camargos lotado na quinta-feira, 25/5: cinco dias depois, nada mudou

A situação é recorrente. Na quinta-feira, 25/5, relatos de moradores denunciaram o mesmo problema no pronto-socorro do Parque dos Camargos. Às 14h37, pacientes, na maioria crianças, que estavam à espera desde as 8 horas ainda aguardavam atendimento. “Cheguei lá às 14 horas, saí já eram 18 horas, e sem atendimento”, contou uma leitora. Ela voltou no dia seguinte e situação era ainda pior. “Retornei hoje, cheguei meio-dia, só tem dois médicos atendendo, os pacientes são os que chegaram às 7 horas”, afirmou.

No dia, de acordo com os relatos enviados ao BnR, a situação estava tão complicada que os pais, tamanha a demora e superlotação, estavam sentando no chão enquanto os filhos aguardavam atendimento. “Estão fechando a porta, controlando o acesso de quem entra”, afirmou uma leitora, que enviou vídeos do local lotado. “As crianças, que já estão doentes, sofrendo demais com a demora”.

A situação continuou caótica na segunda-feira, 29/5. De acordo com relato de uma moradora, uma hora após chegar os PS dos Camargos, ela não havia nem sequer passado pela pré-consulta. Outros pacientes afirmavam que já estavam havia mais de quatro horas no local. Enquanto isso, o site da prefeitura afirmava que a espera estava em uma hora.

 

Postagens Relacionadas

4 Comentários

  1. Uma vergonha por se tratar de uma das maiores arrecadações do Brasil que a cidade de Barueri disponibiliza,mas enquanto tivermos uma câmara de vereadores que mais parece uma ilha da fantasia,que não fiscalizam o executivo,onde há mais de um ano das eleições já se articulam em perpetuar no mandato não se preocupando com seus municípes, a situação será essa, mas vale lembrar que a população tem que ver os nomes dos 21 inúteis que compõem o time de puxa sacos do prefeito, e partir para uma terceira via ao cargo de prefeito , que aliás é uma vergonha,um que sai após 6 mandatos consecutivos e um outro que ficou por 3 mandatos e nada fez!! Que o povo comece a acordae, essa é a solução!!

  2. Hj fui ao PS do Camargo é fiquei 3 horas e meia esperando entre a pré consulta e consulta, cheguei por volta de 06:30 da manhã e havia apenas dois médicos atendendo.Ate então a demora era de se explicar,mas após a troca de plantão eram 5 consultórios atendendo mas era uma demora absurda.

  3. Tudo verdade o que mostra a reportagem. Isso é todos os dias! Nada mudará,este caos está enraizado na saúde pública deste país. Pena que uma das maiores arrecadações deste país,se presta a este tipo de serviço!

  4. Enquanto isso, trocentos mil shows gratuitos na cidade…. Pra esse tipo de coisa tem dinheiro, mas para contratar mais médicos para o município não tem???

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!