sexta-feira, abril 19, 2024
anuncio
HomeCidadeCom grande atraso, ViaMobilidade entrega 18º trem para linhas 8 e 9

Com grande atraso, ViaMobilidade entrega 18º trem para linhas 8 e 9

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Total de novas composições previsto em contrato é de 36 unidades e a empresa havia prometido entregar 31 até o fim do ano passado

Esta semana o 18º trem encomendado pela ViaMobilidade foi entregue no Pátio Presidente Altino, em Osasco. Ainda faltam outros 18, que devem ser entregues ainda em 2024, conforme informado pela empresa.

A chegada dos trens, no entanto, está atrasada desde o primeiro ano de contrato de concessão, que entrou em vigor em janeiro de 2022. Durante todo esse tempo, a concessionária e a Alstom, fabricante das composições, têm dado diferentes e sucessivas justificativas para explicar o não cumprimento de prazos.

Em 2023, por exemplo, a promessa era totalizar 31 trens entregues, ficando faltando apenas cinco para este ano. Portanto, o atraso é equivalente a pelo menos 13 trens e nos próximos nove meses outros 18 precisam entrar em circulação para que a mais recente promessa seja cumprida.

A concessionária explica que antes de entrar em operação, os novos trens passam por testes, acompanhados pela equipe técnica. Segundo a empresa, as novas composições, feitas de aço inoxidável, são mais leves, com durabilidade estimada de 40 anos.

Desde que a ViaMobilidade assumiu as operações das Linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda, houve registros de descarrilamentos, incêndios, demora nas estações, lentidão no trajeto, paradas imprevistas, trens se locomovendo com portas abertas, falhas elétricas e diversos outros incidentes.

Por isto, foi assinado Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público que determina um investimento de R$ 636 milhões em melhorias no transporte, a compra de 36 trens, a reforma de estações, a troca de 30 quilômetros de trilhos e de 15 mil dormentes e a compra de mais de mil aparelhos de ar condicionado, entre outras medidas, conforme noticiado pelo Barueri na Rede em janeiro deste ano.

O contrato de concessão, válido por 30 anos, prevê um volume total de investimentos de R$ 4,1 bilhões ainda nos primeiros três anos.

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!