domingo, junho 23, 2024
anuncio
HomeRegiãoCiúme foi a causa de chacina que matou GCM e família em...

Ciúme foi a causa de chacina que matou GCM e família em Pirapora

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Paulo Junior, esposa, mãe dele e padrasto foram assassinados em 3/9, quando estavam de carro em estrada de terra de Pirapora do Bom Jesus

Paulo Corrêa de Souza Júnior, advogado e GCM, foi morto com a esposa e mais duas pessoas da família numa chacina em Pirapora

Uma briga por ciúme teria sido a causa da morte de quatro pessoas da mesma família em uma chacina no bairro Ponunduva, em Pirapora do Bom Jesus, a 25 km de Barueri. O crime aconteceu no dia 3/9, quando os corpos de Paulo Corrêa de Souza Júnior, advogado e GCM de Carapicuíba, a esposa, Ana Caroline Ferreira, de 31 anos, a mãe, Marlene Aparecida Ferreira, 64 anos, e o padrasto, Israel Aparecido Vintorin, de 45 anos, foram localizados na Estrada Francisco Misse, 5802, perto da Represa do Emílio.

Segundo as investigações da Polícia Civil, uma briga, ocorrida horas antes, numa lagoa próxima ao local onde as vítimas foram mortas, motivou a chacina. De acordo com a delegada Isabel Ferraz, responsável pelo caso, houve uma briga entre Paulo e dois jovens na beira da lagoa, causada por ciúme do ex-GCM. “Ele [Paulo], inclusive, deu alguns tapas nos garotos e jogou a bicicleta deles na lagoa. Logo após deixarem o local, um terceiro indivíduo chegou ao local, e os três seriam os autores dos homicídios”, disse a delegada.

Apesar da conclusão, até quarta-feira, 9/11, os suspeitos não tinham sido identificados. No local do crime, a perícia policial encontrou cápsulas de pistola 9 milímetros pela rua e marcas no carro das vítimas. Também foram apreendidos os celulares dos quatro mortos e uma faca, que estava próxima de Marlene. O GCM apresentava sinais de tortura antes de ser executado na frente da família.

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!