sexta-feira, abril 19, 2024
anuncio
HomeCidadePrefeitura nega intenção de construir piscinão em parque

Prefeitura nega intenção de construir piscinão em parque

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Governo diz que rejeitou projeto de R$ 50 milhões para instalar praia artificial nas Chácaras Marco

chacaras-marco
Área nas Chácaras Marco em que o novo parque vai se construído ficam em frente ao Parque Ecológico

A prefeitura de Barueri divulgou nota na noite de segunda-feira, 24/7, negando a intenção de construir uma praia artificial em área destinada a se transformar num parque ambiental na região das Chácaras Marco. A notícia foi divulgada na edição impressa e no site do jornal O Estado de S. Paulo e replicada por vários veículos de comunicação.

Segundo a notícia, a administração municipal tinha planos de construir no local um piscinão nos moldes do que existe no bairro de Ramos, no Rio de Janeiro. A reportagem cita declarações do secretário municipal do Meio Ambiente, Marco Antonio de Oliveira, o Bidu, e de João Carlos Gomes de Oliveira, presidente da DT Engenharia, detentora da patente dos piscinões para recreação.

De acordo com o texto do jornal, a obra estaria avaliada em R$ 50 milhões, que a princípio seriam bancados pela prefeitura de Barueri, e seria batizada com o nome de Antônio Furlan, pai do prefeito Rubens Furlan.

Leia a notícia aqui: Vazamento de notícia sobre piscinão causa mal-estar

A notícia causou constrangimentos dentro da administração municipal, pois foi divulgada num momento em que a prefeitura tenta mudar a imagem do governo, desgastada principalmente por problemas nas áreas de educação e saúde. Fontes ouvidas pelo Barueri na Rede afirmaram que as informações só deveriam ser tornadas públicas mais adiante, quando, espera-se, a imagem da gestão esteja melhor.

O BnR procurou a prefeitura tão logo a notícia se espalhou e enviou à Secretaria de Comunicação (Secom) do município um e-mail pedindo esclarecimentos às 15h36 da segunda-feira. A resposta veio à 0h05 desta terça, em forma de nota, negando a intenção de construir o piscinão e afirmando que a área citada será transformada em parque com atividades voltadas à educação ambiental e equipamentos de lazer semelhantes aos demais parques municipais.

Veja a íntegra do comunicado da Secom:

Nota de esclarecimento

A área destinada ao projeto do parque localizado no bairro Chácaras Marco, em Barueri, motivo de reportagem do jornal Estadão e de outros veículos de comunicação, foi cedida à municipalidade pela Emae (Empresa Metropolitana de Águas e Energia) quando o Governo do Estado transferiu a gestão do Parque Ecológico do Tietê à Prefeitura de Barueri.

O projeto do parque balneário foi apresentado à Prefeitura e descartado em função do alto custo. Os planos do governo municipal para a área, que terá tratamento de água, é (sic) transformá-la em centro de preservação ambiental, com opções de lazer nos moldes dos demais parques já existentes no município e com atividades voltadas à educação ambiental.

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!