terça-feira, junho 18, 2024
anuncio
HomeEm destaqueCâmara tem sessão tensa, encerrada antes do fim por motivo de segurança

Câmara tem sessão tensa, encerrada antes do fim por motivo de segurança

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Houve troca de ofensas entre vereadores e a plateia em torno da confusão ocorrida na semana anterior com Rubens Furlan e sessão acabou interrompida

Allan Miranda entregou o “Oscar” a Toninho Furlan pelo desempenho dos vereadores no vídeo em defesa do prefeito

A Câmara de Barueri teve uma manhã de tensão na terça-feira, 21/5, com troca de ofensas e ameaças na plateia e entre os vereadores a ponto de a sessão ter sido encerrada antes do fim pelo presidente da casa, Toninho Furlan, com a alegação de motivos de segurança.

O tom do clima foi dado pelo vereador Hélio Jr., que abriu a fase de explicações pessoais. A pauta foi a confusão ocorrida na terça-feira anterior entre o prefeito Rubens Furlan e vereadores na sala de reuniões da câmara.

Helinho queria demonstrar que não havia começado a briga e acusou os vereadores da base do governo de mentirosos. Ele se referia a um vídeo produzido por Furlan em seu gabinete em que os 12 vereadores que o apoiam gravaram depoimentos defendendo o prefeito. A partir daí, a sessão ficou tensa tanto no plenário quanto na plateia, dividida entre apoiadores do prefeito e de Gil Arantes.

A fala de Hélio Jr. foi interrompida por Toninho Furlan, que ameaçou cortar o microfone do colega e saiu em defesa de seu irmão. O ponto mais tenso foi quando Helinho afirmou que no meio da discussão da semana passada, Rubens Furlan teria dito, sobre o fato de ter mudado de lado, que se isso fosse no mundo do crime, ele teria levado dois tiros na cara.

Hélio Jr. considerou isso como uma ameaça e pediu que Tânia Gianelli confirmasse a frase, o que ela fez. Toninho mais uma vez tomou a defesa do irmão e disse que ambos poderiam ser processados por quebra de decoro parlamentar por não ter provas do que estavam dizendo.

Fabião tentou baixar a temperatura com um discurso pacificador, dizendo que se as sessões transcorrerem dessa maneira a partir de agora, as coisas vão ficar cada dia piores. Ele também criticou Toninho, que estaria sendo parcial na condução da sessão.

Quando ocupou a tribuna em seguida, Leandrinho deu um ar de deboche ao criticar o vídeo de apoio ao prefeito e Allan Miranda ofereceu uma estátua imitando o prêmio Oscar de cinema a Toninho Furlan, pelo que chamou de desempenho teatral que os vereadores da base teriam tido no vídeo a favor do prefeito.

Nesse momento, o clima na plateia estava mais tenso entre os grupos, um homem foi retirado do recinto e Toninho Furlan decidiu encerrar a sessão antes do fim.

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!