terça-feira, dezembro 5, 2023
HomeCidadeAssassino de moradora de Barueri é condenado a 38 anos de prisão

Assassino de moradora de Barueri é condenado a 38 anos de prisão

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Ana Beatriz trabalhava como cabeleireira quando foi morta, em 2018, durante um suposto assalto, onde trabalhava em Osasco. Crime foi motivado por ciúmes

Ana Beatriz Lucas teve a morte encomendada

O assassinato de Ana Beatriz Lucas, executada enquanto trabalhava em um salão na cidade de Osasco, levou à condenação de um dos envolvidos. Ana Beatriz era moradora de Barueri e tinha 24 anos quando foi executada com um tiro na boca dois dias depois do Natal de 2018.

Taylon Patrick Ferreira Campos, segundo o inquérito policial, foi contratado por Jefferson de Lima Silva para simular um assalto e matar a cabeleireira, com quem ele acreditava estar sendo traído pela esposa. O suposto romance entre a vítima e a mulher do empresário teria sido a motivação do crime.

Natural de Botucatu, a vítima estava em Barueri havia pouco mais de seis meses. Na ocasião do crime, cometido na noite de 27/12, o BnR noticiou a ação, que inicialmente tinha características de latrocínio, que é um assalto seguido de morte.

Por volta das 20 horas de 27/12, um cliente pediu que Ana Beatriz cortasse o cabelo dele, e quando ela terminou, ele anunciou o assalto. Armado, o homem ameaçou os funcionários, clientes e o dono do salão e amarrou as vítimas com os cadarços dos próprios tênis.

Depois de roubar os celulares e pertences pessoais de quem estava no salão, o criminoso teria ficado irritado após saber que o local não tinha cofre e atirou no rosto da cabeleireira, fugindo em seguida. Durante as investigações, a polícia descobriu que o crime foi encomendado pelo dono do salão e que o alvo era Ana Beatriz. O filho do empresário também foi apontado como participante da execução ao ter auxiliado na fuga do assassino.

Mais de quatro anos depois da morte de Ana Beatriz, a sentença, que foi unânime, foi definida em 38 anos e quatro meses de prisão em regime fechado pelos crimes de homicídio qualificado e roubo. A decisão do júri, em sessão da 6ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo, na Comarca de Osasco, foi anunciada na sexta-feira, 3/5.

 

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!