domingo, junho 23, 2024
anuncio
HomeCidadeAs primeiras 30 horas da manifestação que fechou a Rodovia Castelo Branco...

As primeiras 30 horas da manifestação que fechou a Rodovia Castelo Branco em Barueri

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Bloqueio da rodovia na altura do quilômetro 26 teve ação da Tropa de Choque, muitas negociações e abre e fecha de faixas durante todo o dia

Tropa de Choque e caminhões frente a frente, na manhã de terça-feira

Depois de permanecer fechada por toda a noite de segunda-feira, 31/10, em razão do bloqueio no quilômetro 26, na altura da Praça das Artes, a Castelo Branco foi palco durante a terça de manifestações em favor do presidente Jair Bolsonaro, que perdeu as eleições para Luiz Inácio Lula da Silva, ações da Tropa de Choque, negociações para liberação da via e aumento tanto do efetivo de segurança como de pessoas em apoio ao manifesto.

Por volta das 9 horas da terça-feira, 1º/11, após negociação entre caminhoneiros e a Polícia Rodoviária a pista no sentido do interior começou a ser liberada. A liberação funcionou pouco, porque no quilômetro 27, na altura do trevo de Barueri, outro bloqueio segurava os veículos que eram liberados mil metros antes.

Por volta das 10 horas, duas viaturas e dois caminhões da Tropa de Choque chegaram ao local. Iniciou-se então uma série de negociações entre policiais e motoristas, mas não houve progresso.

Perto das 11 horas, o Choque entrou em ação, dispersou a população usando gás lacrimogêneo, bombas de efeito moral e jatos d’água, e conseguiu enfim desinterditar as pistas. O trânsito voltou a fluir, mas por pouco tempo. Por volta do meio-dia, a rodovia estava fechada novamente, e daí até o fim da tarde foram intercalados períodos de liberação parcial com outros de fechamento total das faixas.

Além dos caminheiros, engrossaram o movimento moradores de Barueri e da região, que durante todo o dia cantavam músicas de tom patriótico e gritos de guerra contra o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva. Fogos de artifício estouravam frequentemente. Durante todo o tempo, chegavam doações de comida e água para os caminhoneiros.

No início da noite, o número de adesões ao movimento aumentou bastante  e, segundo avaliação da polícia, chegou a 400 pessoas, que engrossaram a multidão que permanecia no local, incluindo famílias inteiras e muitas crianças pequenas.

Ao anoitecer, o bloqueio voltou a acontecer no sentido interior e capital, mas por volta das 22 horas os comandos da Polícia Rodoviária e da Tropa de Choque garantiram que o acesso para a capital havia sido liberado.

Já para quem pretendia ir para o interior, dois pontos de bloqueio inviabilizam a passagem na altura de Barueri, no quilômetro 26 da Rodovia Castelo Branco, que continuava com duas das três faixas tomadas por manifestantes. 

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!