quinta-feira, fevereiro 29, 2024
HomeCidadeApreendidos mais de 500 livros didáticos em loja de sucata de Barueri

Apreendidos mais de 500 livros didáticos em loja de sucata de Barueri

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Polícia encontrou livros ainda empacotados que pertenciam à prefeitura de Santana de Parnaíba

sucata2
Livros ainda estavam empacotados e eram válidos até 2020/Imagens: Reprodução Record

Na última quarta-feira, 25/4, a polícia apreendeu mais de 500 livros didáticos ainda embalados em um depósito de sucata na avenida Calil Mohamad Rahal, na Vila São Silvestre, em Barueri. Parte dos livros tinha referência à prefeitura de Santana de Parnaíba e indicações de que valiam para os anos de 2018, 2019 e 2020.

A denúncia chegou à página no Facebook da auxiliar da Justiça e Perito em Vara de família e bacharel em direito Telma Christiansen, que foi até a delegacia e registrou a ocorrência: “Achamos muitos livros, todos empacotados, ainda sem utilização e jogados. Foi feita uma perícia e os livros estão apreendidos na delegacia”, contou ao Barueri na Rede.

Haroldo Quissi, dono do depósito de sucata, declarou à polícia que na tarde de quinta-feira um homem esteve no estabelecimento em um Corsa branco. Ele foi atendido por um funcionário e disse que tinha livros para vender. A carga tinha 150 quilos e foi comprada pelo peso, num total de R$ 33. O comerciante afirmou que não conhecia a procedência dos livros e que só percebeu do que se tratava quando uma mulher o alertou. Era a advogada Telma Christiansen.

sucata3
Muitos volumes tinham referência a escolas de Santana de Parnaíba

Segundo a contagem da polícia, havia 503 livros do Programa Nacional do Livro Didático (PNDL), do Ministério da Educação (MEC), com conteúdo para o ensino médio. A maior parte dos volumes é de geografia e sociologia da Editora Escala Educacional Ltda. Também havia publicações da Coleção Família Escola com a indicação da prefeitura de Santana de Parnaíba. O PNDL distribui gratuitamente livros para cidades de todo a país, para utilização por alunos das escolas municipais.

O boletim de ocorrência foi registrado no DP Central de Barueri. A polícia vai apurar a origem dos livros e como foram parar na loja de sucata. Eles foram apreendidos e serão entregues ao Ministério Público e ao Ministério da Educação. O caso por enquanto está registrado como apreensão e localização de objeto. Segundo delegado Thiago Garcia Ivassaki, que atendeu ao caso, somente após o início das apurações, se for constatada a prática de crime, poderá haver o enquadramento correspondente.

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!