sábado, maio 18, 2024
anuncio
HomeCidadeÁgua parada das fontes causa polêmica

Água parada das fontes causa polêmica

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Acúmulo de água em locais públicos sob responsabilidade da prefeitura foi parar nas redes sociais. Administração garante que faz limpeza regularmente

A prefeitura de Barueri garante que a água acumulada pelas fontes espalhadas da cidade não representa perigo para a propagação da dengue. Segundo a administração, os locais são limpos e visitados regularmente por equipes de combate ao mosquito Aedes aegypti e recebem pulverização de larvicida.

fontebulevar
Fonte do bulevar, centro da polêmica/Fotos: Mário Trujillo

A água empoçada nas fontes vem incomodando os baruerienses e criou uma polêmica nas redes sociais, especialmente por causa do chafariz desativado do bulevar. Para muitos, isso é sinal de que a prefeitura cobra do munícipe mas não faz a parte dela.

Alertado pela leitora Sandra Barbosa, o Barueri na Rede visitou seis locais e verificou que na maioria há acúmulo de água. Algumas das fontes estão inativas há muito tempo. Outras, funcionam irregularmente. Como se sabe, o movimento das águas é um fator importante para impedir a proliferação das larvas do mosquito.

A situação das fontes verificada pelo BnR na terça-feira, 23/2, era a seguinte:

– A fonte do bulevar está inativa.

– A “fonte das mães” (em frente ao PS Central-Sameb) está funcionando parcialmente. Segundo um funcionário do PS, que não se quis se identificar, nem sempre está em operação. Há uma bomba para cada uma das três fontes que compõem o conjunto, e em certos dias, as três bombas desligam.

fontedasmaes
Fonte das mães (Sameb) tem funcionamento irregular

– A “fonte das noivas”, debaixo do Viaduto do Trabalhador, está inativa.

– A fonte sob a ponte Antonio Macedo Arantes, na rua da Prata, Vila Porto, está inativa e tem um grande espelho d’água.

– Na Praça da Bíblia há um conjunto formado por várias fontes independentes. Uma apenas uma está funcionando. Das inativas, algumas estão secas e outras, com água parada.

– A fonte do Largo da Cruz Preta estava funcionando normalmente.
Prefeitura esclarece

O BnR procurou a prefeitura e a questionou sobre a manutenção das fontes. A Secretaria da Comunicação (Secom) respondeu com a seguinte nota:

fonteprata
Sob a ponte Antonio Macedo Arantes, na rua da Prata: inativa com grande espelho d’água

“A limpeza é feita a cada 15 dias pela Secretaria de Serviços Urbanos. Por outro lado, os agentes de combate ao Aedes também inspecionam os locais a cada 15 dias, e a cada visita aplicam larvicida, cujo efeito pode durar até 60 dias”.

Como a polêmica surgiu a partir da fonte do bulevar, a Secom acrescenta que “não há como a fonte do centro ter um tratamento diferenciado, mesmo porque, caso haja o risco iminente de contaminação por dengue, pelas estatísticas de anos anteriores, a incidência sempre foi menor no centro”. 

Cabe ao morador fiscalizar se a manutenção vem sendo feita corretamente e cobrar do agente público se não estiver.

fontecruzpreta
No largo da  Cruz Preta, funcionamento normal
fonte das noivas
A “fonte das noivas”, sob o Viaduto do Trabalhador, está inativa
fontebombeiros2
Na Praça da Bíblia, uma fonte funciona, outra não

 

 

 

 

Postagens Relacionadas
- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!