terça-feira, maio 28, 2024
anuncio
HomeEm destaqueSessão da câmara de Barueri termina com acusações, ofensas e agressão

Sessão da câmara de Barueri termina com acusações, ofensas e agressão

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Plateia iniciou ataques verbais a vereadores, Toninho Furlan foi tirar satisfação com crítico político, que acabou agredido por assessor do presidente da câmara

A Câmara Municipal de Barueri viveu um dia tenso na terça-feira, 30/4, com troca de acusações, gritaria, ameaças e agressão. Apesar de vereadores e público terem participado da confusão desde o início, os principais protagonistas foram o presidente da casa, Toninho Furlan, e Mauro Ferreira, conhecido crítico da política da cidade que tem milhares de seguidores nas redes sociais.

Tudo começou durante a sessão, quando o vereador Helio Jr. fez um discurso com duras críticas ao vice-prefeito Roberto Piteri, pré-candidato à prefeitura apoiado por Rubens Furlan. A fala de Helinho produziu reação de vereadores da base governista e de parte da plateia.

Com o clima tenso, ao encerrar a sessão, Toninho Fulran dirigiu-se diretamente a Mauro Ferreira, pediu que a câmera o focalizasse e afirmou que a crítica política que ele faz não beneficia a ninguém. Ainda ironizou ao fazer referência a imagens da internet sobre pessoas cantando o hino nacional para pneus.

Já com a sessão terminada, quando as pessoas deixavam o prédio, Toninho desceu do piso superior, onde estava, para confrontar Mauro. Iniciou-se então um empurra-empurra e um assessor do presidente da câmara agrediu Mauro, derrubando seu celular no chão. Ele foi conduzido até fora do prédio e gravou vídeos dizendo que a expulsão era ilegal e que tinha direito de voltar para dentro da câmara. Também se queixou dos vereadores, afirmando que transformaram o plenário num palco para fazer política eleitoral.

Esta foi a terceira vez neste ano em que Toninho Furlan dirige-se diretamente a pessoas na plateia para atacá-las. Na sessão de 20/2, durante sessão que tratava dos direitos das assistentes de maternal, ele destratou diretamente Rose Soares, que faz parte de mandato coletivo como deputada estadual pelo Psol.

Em 12/3, Toninho dirigiu-se a Adriana Aragão, ex-servidora da prefeitura de Barueri, chamando-a de cavalo e sugerindo que usasse ferradura, sem que a mulher tivesse dito nada. Ele voltaria a ofendê-la numa sessão posterior.

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!