sexta-feira, junho 24, 2022
spot_img
HomeRegiãoPeão de rodeio é morto a facadas em Parnaíba

Peão de rodeio é morto a facadas em Parnaíba

por: Redação

Homem de 34 anos foi atingido por duas facadas ao cobrar uma dívida de R$150 de inquilino de uma casa de sua propriedade 

O empresário e peão de rodeio José Sérgio Vitorino, de 34 anos, morador de Santana de Parnaíba, foi morto a facadas por seu inquilino Alcides Alves Costa Filho, na sexta-feira, 11/11. O crime teria sido cometido durante luta corporal por conta da cobrança de uma dívida de R$150, referente ao aluguel da casa onde Alcides vivia.

sergio-mandrova
Serginho era muito querido em Parnaíba. Foto: Facebook

José Sérgio, conhecido por Serginho Cowboy ou Serginho Mandrová, era figura muito popular em Parnaíba, tanto por suas habilidades como peão como também por ser organizador de festas sertanejas na região. Filho adotivo da família Morais, proprietária de um pesqueiro e alambique no bairro do Suru, em Santana de Parnaíba, Serginho também dava aulas de montaria a futuros peões.

A vítima teria procurado o inquilino no imóvel locado na tarde da sexta-feira para cobrar a divida referente ao aluguel. Segundo o testemunho de parentes vizinhos do local, ele chegou e estacionou seu carro na frente da casa, onde começou a conversar com Alcides, conhecido como Baixinho.

Depois teriam se dirigido para dentro da residência, onde a conversa virou uma briga, e quando Baixinho pegou uma faca de cozinha, acabou atingindo Serginho com dois golpes, um no braço e outro no abdômen.

O agressor fugiu do local e buscou refúgio numa mata próxima, enquanto Serginho gritou por socorro, no que foi ouvido pelos vizinhos. Foi então socorrido, mas chegou sem vida ao hospital, em decorrência da forte hemorragia causada pelo ferimento do braço que teria rompido uma artéria.

Acionadas, a Polícia Militar e a Guarda Municipal procuraram por Alcides durante várias horas nas matas próximas, inclusive com auxílio do helicóptero Águia da PM. O agressor foi capturado ao sair da mata – quando pensou ter despistado os policiais. Na delegacia, Baixinho afirmou que agiu em legítima defesa, por ter sido ameaçado de morte por Serginho.

A delegada que efetuou a prisão afirmou, em depoimento à TV Bandeirantes, não acreditar na versão de Alcides. Segundo ela o golpe foi certeiro por conta da habilidade natural que Alcides tem com facas pelo fato de trabalhar como açougueiro. Já o irmão da vítima acredita que o crime já estava premeditado, pois durante a manhã, no pesqueiro da família, o agressor teria dito na frente de testemunhas que era a última cerveja que tomaria na região.
[sam_ad id=”21″ codes=”true”]

 

Postagens Relacionadas
- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!