quinta-feira, abril 18, 2024
anuncio
HomeCidadePasseata homenageia Jacaré e pede instalação de grade no viaduto do Belval

Passeata homenageia Jacaré e pede instalação de grade no viaduto do Belval

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Homenagem ao motoqueiro que morreu ao cair do viaduto do Belval acontecerá no próximo sábado, 30/9. Movimento será para reivindicar grade de proteção no local

No próximo sábado, 30/9, a partir das 14 horas será realizada uma passeata para pedir a implantação de grade no viaduto Joaquim Antunes da Silva, conhecido como viaduto Jardim Belval, e ainda homenagear o motociclista José Henrique de Souza Araújo, conhecido como Jacaré, que morreu na tarde de 18/9 ao cair do local depois de ter sido fechado por um caminhão (leia reportagem completa).

O protesto sairá da frente da casa onde Jacaré morava, na rua Professora Elvira Lefeve Salles Nemer, 158, no Jardim São Pedro, e seguirá em direção ao viaduto onde o motociclista perdeu a vida. A passeata, organizada por familiares e amigos, terá como objetivo principal cobrar do poder público melhorias na segurança estrutural do viaduto, evitando assim outras vítimas no local.

Mureta de proteção do lado esquerdo da via, sentido Jd Silveira, tem menos de um metro de altura/ Foto: BnR
Mureta de proteção do lado esquerdo da via, sentido Jd Silveira, tem menos de um metro de altura/ Foto: BnR

Reações nas redes sociais

Em publicações em uma rede social nos dias após o acidente, amigos, familiares e conhecidos de Jacaré lançaram uma corrente para que a administração do município tome providências para trazer mais segurança a quem passa pelo viaduto do Jardim Belval, com a colocação de grades que aumentem a altura da mureta de proteção.

Circularam também manifestações de vereadores da Câmara Municipal de Barueri para a instalação de alambrados de proteção no viaduto. Uma solicitação já havia sido feita em maio deste ano pelo vereador Luiz Fernando da Silva. Antes, uma outra foi apresentada por Sérgio Baganha em 2014 e o atual presidente da câmara, Carlinhos do Açougue, também fez o pedido, em 2010 e 2013.

O viaduto, que foi inaugurado em junho de 2000, já foi local de vários acidentes com mortes, a maioria envolvendo motociclistas. “Já vi vários casos aqui. Num deles, o motoqueiro teve o braço arrancado antes de despencar lá embaixo”, disse ao BnR, no dia em que Jacaré morreu,  um agente do Demutran que trabalha de moto.

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!