sábado, julho 2, 2022
spot_img
HomeCidadeJardim Maria Helena amanhece submerso

Jardim Maria Helena amanhece submerso

por: Redação

Inundação do bairro, que faz divisa com Carapicuíba, começou de madrugada e ao meio-dia desta sexta, água ainda continuava a subir

O Jardim Maria Helena amanheceu submerso na manhã desta sexta-feira (11/3). Informações da Defesa Civil de Barueri são de que cerca de 50 casas foram inundadas. Segundo a leitora Cleide Nascimento, a água começou a subir durante a chuva de ontem à noite e por volta das 22 horas o bairro já apresentava vários pontos de alagamento. Porém, a partir do meio da madrugada o volume do rio Cotia, que banha a região, subiu mais rapidamente.

mhelena3
Água subiu durante a madrugada

Outra moradora do bairro, na rua Bariloche, Fernanda Heringer, conta que não tinha visto o rio subir tanto e com tanta velocidade na correnteza desde que se mudou para lá, em 1995. Segundo ela, o problema do rio Cotia, que faz a divisa entre Barueri e Carapicuíba, é antigo e as prefeituras dos dois municípios tentam empurrar a solução para a outra.

Na Rua Florianópolis a água entrou na residência da carreteira Daise Cristina de Oliveira. Hoje pela manhã, enquanto ela fazia uma entrega no ABC, sua mãe e filhos estavam ilhados, esperando ajuda para conseguir sair de casa, ainda sem saber da contabilidade dos estragos causados pela enchente. “Acho que já demorou muito para as autoridades tomarem alguma providência”, disse Daise, ao Barueri na Rede.

[sam_ad id=”5″ codes=”true”]

Há suspeitas dos moradores de que uma barragem mais acima do Rio Cotia possa ter sido aberta durante a madrugada, em função da quantidade de chuva que caiu durante todo o dia de ontem. Só isso explicaria a velocidade e intensidade da subida da água que, no fim desta manhã, por volta do meio-dia, ainda subia. A Sabesp já se manifestou negando essa informação.

mhelena7
Toda a área na divisa de Barueri com Carapicuíba foi alagada

A Defesa Civil e o Demutran se encontravam desde as primeiras horas da manhã no auxílio dos atingidos pela enchente e o Corpo de Bombeiros chegou por volta das 9 horas para auxiliar no resgate das pessoas ilhadas.

Chuva recorde

As autoridades estaduais já se apressaram a dizer que o motivo das cheias, que mataram 15 pessoas na Grande São Paulo desde ontem, foi o volume de chuvas registrado nas últimas 48 horas.  A Sabesp descarta versões sobre rompimento ou abertura de barreiras explicando que as inundações ocorreram em vários pontos da Região Metropolitana, como Guarulhos, Caieiras e Itapevi, que ficam distantes entre si e são banhadas por rios diferentes. 

mhelena9

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu 64,4 mm no Mirante de Santana, na Zona Norte de São Paulo, durante a madrugada desta sexta-feira. O índice representa um terço de todo o esperado para o mês, que é de 191,8 mm. Em 24 horas, foram 87,2 mm na região. Barueri foi uma das cidades que recebeu maior volume de água na quinta-feira, 46,4mm.

mhelena4
Cerca de 50 residências do bairro foram tomadas pela cheia

mhelena2

Postagens Relacionadas
- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!