sexta-feira, julho 12, 2024
anuncio
HomeCidadeGreve geral: sindicatos aderem e prefeitura cancela expediente

Greve geral: sindicatos aderem e prefeitura cancela expediente

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Repartições municipais e escolas não funcionarão na sexta-feira. Transporte público não deve funcionar na Grande SP 

A greve geral marcada para sexta-feira, 28/4, em protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência está mobilizando sindicatos de Barueri e da região, além de servidores públicos municipais. A paralisação deve interferir nos sistemas de transporte da Grande São Paulo e levou a prefeitura a cancelar o expediente durante todo o dia.

Dois dos sindicatos ligados aos funcionários públicos da cidade aderiram formalmente ao movimento e estão orientando suas bases de trabalhadores a participar: Sindicato dos Professores das Escolas Públicas Municipais de Barueri e Região (Siproem) e Sindicato dos Servidores Municipais de Barueri (Sindserv).

Nesta quarta-feira, o prefeito Rubens Furlan assinou decreto determinando o cancelamento do expediente na sexta-feira. As alegações de Furlan são principalmente a provável paralisação do transporte público e as notícias dando conta de que o movimento está ganhando adesões em todo o país. A prefeitura, no entanto, afirma que os funcionários terão que compensar as horas não trabalhadas. Antes disso, o secretário de Educação, Celso Furlan, já havia cancelado as aulas no dia da greve e dispensado professores e funcionários do trabalho. Somente o pessoal de gestão e de limpeza devem ir ao trabalho.

Ato diante da prefeitura

Os organizadores do movimento marcaram uma manifestação diante do Paço Municipal no dia 28 a partir das 8 horas. A intenção é realizar um ato de esclarecimento e protesto contra as reformas. Estudantes da rede pública e profissionais da iniciativa privada também estão sendo convocados para a manifestação.

A área de transporte público na Região Metropolitana deve ser a mais afetada. Decidiram aderir à greve sindicatos ligados ao Metrô, CPTM, ônibus da capital e da EMTU, empresa responsável pelas linhas intermunicipais da Grande São Paulo. Em Barueri, não há previsão de paralisação dos motoristas da Benfica e da Ralip. Os aeroportuários de Cumbica e Congonhas também declararam adesão ao movimento, assim como os motoboys.

A Polícia Federal orienta as pessoas que pretendem tirar passaporte para que evitem a sexta-feira, pois em razão de eventuais adesões de seus próprios funcionários e das dificuldades que terceirizados terão para chegar ao trabalho, o atendimento deve ser prejudicado. Para quem tem agendamento para 28/4, a recomendação é que a pessoa compareça ao mesmo local a partir de 2/5, dentro de um prazo de 15 dias.

Na área dos bancos, deve haver adesão expressiva nas agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. Funcionários de estatais como Sabesp e Correios anunciaram que participarão, bem como do Poder Judiciário estadual e federal. Quem trabalha em empresa privada deve consultar os superiores, pois muitas estão liberando seus funcionários do trabalho.  

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!