sábado, abril 20, 2024
anuncio
HomeCidadeEMTU divulga novo atraso no corredor Itapevi-São Paulo

EMTU divulga novo atraso no corredor Itapevi-São Paulo

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Corte de recursos da empresa e necessidade de nova licitação adia novamente inauguração da via

corredorsilveriagrande
Estação de embarque do Jardim Silveira perdeu os tapumes e foi pintada

Depois de vários adiamentos e a promessa de que estaria pronto em 2016, o Corredor Metropolitano Itapevi-São Paulo voltou a não ter data de conclusão. Agora, se tudo der certo e não faltar dinheiro, a previsão é de que seja entregue à população entre o meio e o fim do ano que vem. Inicialmente, o sistema deveria começar a operar em 2014, o que significa um atraso mínimo de quatro anos.

Esta semana, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, responsável pelo gerenciamento dos transportes metropolitanos do Estado de São Paulo, divulgou um novo calendário para o corredor. A Empresa explica que a retração da economia do país nos últimos dois anos derrubou a arrecadação do Estado e foi necessárioreorganizar a execução do orçamento face à disponibilidade financeira e, consequentemente, ajustar os cronogramas de execuções e previsões dos projetos e obras”. As verbas disponíveis para a empresa caíram de R$ 455 milhões para R$ 359 milhões de 2016 para este ano, em razão do contingenciamento determinado pelo governador Geraldo Alckmin.

corredoralckmin
Alckmin no início da obra do trecho Itapevi-Jandira, em 2014

Além disso, uma decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE) impediu a transferência de mais recursos para a empresa responsável pelo trecho Jandira-Carapicuíba concluir os trabalhos. Isso exigiu a abertura de nova licitação pública, que deve ser feita ainda este ano com prazo para conclusão da obra de 12 meses a partir da homologação do vencedor.

Isso quer dizer que o canteiro abandonado há dois anos entre o cemitério e a estação da CPTM de Barueri vai continuar incomodando a população. Em janeiro de 2016, o Barueri na Rede publicou reportagem mostrando o desconforto das pessoas em contornar o local para embarcar e desembarcar dos ônibus que vão no sentido São Paulo. Na época, a EMTU afirmou ao site que a obra estaria pronta até o fim do ano passado. Durante 2016, no trecho, houve apenas a retirada dos andaimes das futuras estações, que foram pintadas. No centro de Barueri, a proteção de madeira do canteiro saiu e os blocos de concreto receberam tinta amarela.

O balanço divulgado pela EMTU com a agenda de liberação do corredor afirma que o trecho entre Itapevi e Jandira, cujas obras começaram em 2012 para entrega no ano seguinte, teve problemas até de transferência de moradores que viviam à margem da via. A obra terá um estação de transferência em Itapevi, sete estações ao longo do percurso e um viaduto sobre a CPTM.

No setor Jandira-Terminal Carapicuíba, as obras incluem a construção do terminal Carapicuíba, cujos trabalhos foram retomados em 2016, da estação de transferência de Barueri, ainda não iniciada, e mais nove estações no trecho, parcialmente prontas. A via tem 90% do trabalho executado.

Entre Carapicuíba e Km 21, avançou a construção do terminal ao lado da estação Miguel Costa. Ainda serão construídas estações de embarque e desembarque, um viaduto em Carapicuíba e alças de acesso. O trecho seguinte vai até o Vila Yara, cujo terminal será reformado e ampliado. Estão previstas dez estações de embarque e desembarque, mas o trabalho ainda está na fase de publicação de edital para a contratação das obras.

itapevi-sp

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!