sábado, julho 2, 2022
spot_img
HomeLeandro KdeiraANO ELEITORAL

ANO ELEITORAL

por: Redação

Leandro Kdeira manda o recado para os que querem se aproveitar da luta das pessoas com deficiência para ganhar uns votinhos na eleição

Leandro Kdeira é morador de Barueri há 17 anos. Formado em Gestão Pública, coordena um projeto social de esporte para Pessoas com Deficiência em Barueri e também é atleta da bocha paralímpica.
Leandro Kdeira é morador de Barueri há 17 anos. Formado em Gestão Pública, coordena um projeto social de esporte para Pessoas com Deficiência em Barueri e também é atleta da bocha paralímpica.

Período pré-eleitoral é uma época interessante onde cenas cômicas, ridículas, pra não dizer odiosas, são bastante frequentes. Em Barueri tem surgido uma meia dúzia desses pseudos políticos, que só aparecem em época de eleição.

Dia desses postei no meu perfil do ‘feici’ uma crítica em relação ao despreparo de alguns pré-candidatos a cargo político e que se auto-intitulam os defensores do povo “malacabado” (termo surrupiado do meu amigo, Jairo). A postagem em questão se referia ao fato do aspirante candidato ter escrito de modo informal, do ponto de vista ortográfico, o nome de um dos atributos da causa que ele diz defender.

Pois bem, é importante que haja uma auto-representação política da pessoa com deficiência nas eleições, seja para cargos de nível federal, estadual, municipal, para síndico, mas o fato de a pessoa simplesmente utilizar cadeira de rodas, muleta, prótese, ou seja lá que o que for, não basta. Tem que saber o mínimo dos mecanismos da política e também é necessário que tenham desenvolvido algo que demonstre que ele tenha um histórico de luta pela causa a qual defende e que não seja somente mais uma simples marionete. Mesmo a lei garantindo o direito a esse cidadão de ser candidato, mas agindo assim, não representará em nada e só irá atrapalhar aqueles que querem fazer alguma coisa – sim, eles existem.

Mas o que me deixa mesmo emputecido é o discurso que eles utilizam. É cada pérola!

Na ânsia de sensibilizar as pessoas a votarem neles, fazem uso da exploração de situações de forma inescrupulosa e apelativa. Isso quando não apresentam nenhuma proposta concreta, ficam sempre naqueles discursos rasos, inflamados e assistencialistas.

Senhores pré-candidatos, acredito que vocês – mentira, não acredito – têm as melhores intenções. Deixo aqui um conselho: Capacitem-se, envolvam-se de verdade pela causa. Vai aqui um conselho para as Pessoas com Deficiências de Barueri: sejam protagonistas. Não aceitem migalhas.

Espero que esse ano não tenha cavaletes de propagandas nas poucas rampas das calçadas que existem por aí.

Obrigado, de nada.

[sam_ad id=”4″ codes=”true”]

Postagens Relacionadas
- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!