quarta-feira, julho 24, 2024
anuncio
HomeCidadeAutoescola do Jardim Silveira é acusada de golpes por mais de 100...

Autoescola do Jardim Silveira é acusada de golpes por mais de 100 alunos

por: Redação

Compartilhe esta notícia!

Há vitimas que esperam pela finalização do processo de obtenção da CNH há mais de dois anos

Por Ingrid Miranda

Uma autoescola no Jardim Silveira é acusada de estelionato por aplicar golpes em mais de 100 alunos. Clientes reclamam que não conseguem chegar à etapa de provas práticas para receber a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Após meses e inúmeras tentativas para resolver pendências e finalizar a CNH, na Autoescola Nova Municipal, no Jardim Silveira, alunos se queixam que aulas práticas são sempre remarcadas, pedidos perdem o prazo e o dinheiro não é reembolsado. Eles afirmam ainda que não conseguem transferir o processo de habilitação para outro local. Em alguns casos, alunos estão há mais de dois anos e meio tentando resolver o problema.

“No meu caso, fiz o Curso de Formação de Condutores (CFC) e o simulador há sete meses e, depois disso, nunca consegui fazer as aulas práticas. Já fui ao local, tanto em busca do dinheiro que investi quanto atrás das provas, que são sempre remarcadas”, desabafou uma das vítimas ao Barueri na Rede.

Outras vitimas afirmam que a proprietária do local, identificada como Andrea, já recebeu intimações do Procon, porém nunca compareceu a nenhuma delas. “Na semana passada, cerca de 20 pessoas foram até a autoescola, procurando pela Andrea, e não foram atendidas. Os funcionários que estavam presentes disseram que a proprietária não estava e que o local passava por manutenção”, termina a vítima.

Em outro caso, um homem relata que quando compareceu ao local para fazer uma das provas,a proprietária informou que ela está bloqueada no sistema do Detran e que, por isso, não poderia aplicar a prova naquele momento. O mesmo se repete com Fabiola, que começou a processo para CNH no início de 2017. “Cheguei até a etapa do simulador, remarquei a prova três vezes e fui informada que a autoescola está bloqueada, não me dando respostas sobre a minha situação”, relatou ao  BnR.

Um casal também foi vítima. “Eu e minha esposa pagamos cerca de R$ 1.800 cada para tirar a CNH na categoria AB, mas nunca conseguimos finalizar. Fomos ao Procon, que nos informou que a Andrea não atende ligações do órgão responsável pela defesa do consumidor e não responde as intimações. A última vez que vi a proprietária, ela me informou que, como a coloquei na Justiça, só nos pagaria através do processo judicial”, conta Benigno, mais uma das dezenas de vitimas da autoescola.

Procurada pelo Barueri na Rede, a proprietária Andrea Pereira não se pronunciou sobre os casos. Já a Polícia Civil, em nota da Secretaria de Segurança Pública (SSP),  informou que o 1º DP de Barueri instaurou inquérito policial para apurar o crime de estelionato. A unidade está colhendo depoimentos das vítimas e realiza buscas para localizar a responsável pela autoescola.

 

 

Postagens Relacionadas

Deixe sua resposta

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

error: Conteúdo Protegido!