Vulgo Invasor prepara disco e vídeo e faz show no sábado

0
380
Compartilhe:

Rapper de Barueri, que está na correria nesta virada de ano, chama para apresentação do Parque Dom José 

invasor-povo
Vulgo Invasor: “A missão do rap é conscientizar, provocar questionamento, enfrentar a alienação”

A virada do ano escorrida para o rapper Vulgo Invasor. Ao mesmo tempo que ele finaliza as faixas para o próximo disco, a ser lançado em janeiro, também se prepara para gravar o clipe da música “Disciplina”. E neste sábado, 8/12, é uma das atrações do show beneficente que vai haver no Parque Municipal.

Se não bastasse, também está circulando a versão ainda sem acabamento da música “Disposição”, que inclusive já tocou no rádio. “É um recado de que mesmo na quebrada, com tanta coisa ruim que tem perto da gente, nós ainda temos disposição de fazer o certo”, explica Vulgo Invasor.

Para ele, essa é a grande missão do rap, conscientizar. “O papel do rap é resgatar a vida, provocar questionamento, enfrentar a alienação”, afirma. “É preciso falar principalmente para aqueles que não têm informação por desinteresse ou falta de oportunidade mesmo.” Vulgo Invasor fala disso na música “Noiz que vem do sofrimento”, quando afirma “eles (o governo) não querem o jovem que pensa”. E na sua luta, a arma é a caneta, como ele conta em “Príncipe da Zona Oeste”.

invasor-california
O Califórnia é o berço e a quebrada de Vulgo Invasor, e também inspira o trabalho do rapper 

Invasor tem 25 anos e está na música desde os 14, quando fez sua primeira letra. Ele se considera uma voz do Jardim Califórnia, onde foi criado e mora, mas também tem raízes em Carapicuíba e se identifica com a Zona Oeste da Grande São Paulo, que está presente em muitas de suas produções.

Veja o clipe oficial de ‘Noiz que vem do Sofrimento”:

O nome artístico veio da música “O Invasor”, de Sabotage. Nestes dez anos de rua, teve muitos pontos altos, como o vídeo que gravou com o amigo Sasquat, também de Barueri, e que tem mais de 20 mil visualizações no Youtube. Mas o momento que ele destaca foi durante um show dos Racionais em Jandira. “Quando eu cheguei, estavam tocando meu som, ‘Das ruas da Oeste’; aí, pegou”, lembra.

O rapper não tem grupo fixo, chama para trabalhar com ele parceiros de acordo com a pegada de cada produção. “Gosto de correr sozinho”, explica. E para os seguidores, é isso que está na base da qualidade do seu trabalho. O Invasor é conhecido pelas letras bem elaboradas, com riqueza no uso das palavras e rimas de alto nível.

O próximo disco, que deve estar pronto em janeiro, terá 13 músicas e deve se chamar “Noiz que vem do sofrimento”. Dez das faixas já estão prontas.

invasor-show

Sábado tem show no Parque

Vulgo Invasor é uma das atrações do show beneficente de rap que vai haver neste sábado, 8/12, no Parque Municipal Dom José. A entrada é gratuita e os organizadores pedem a doação de um quilo de alimento não perecível, que será entregue para a Casa Maria Maia, de Carapicuíba.

Das 14 às 18 horas, além do Invasor, vão se apresentar LDO Estrategista, Luiz Preto, DJ Azul, DJ Fernanda, DJ Celo, Jhany Olveira, Emerson Sans e ADL Plataforma D.

Compartilhe: