Unidos do Regina assume a liderança do futsal

0
1135
Compartilhe:

Além do líder, Ponte e Aliança também têm 100%. Jogo da Macaca teve muita confusão e quase não acabouppontejogoO Unidos do Regina assumiu a liderança do Campeonato Barueriense de Futsal 2018 ao bater o Íbis por 4 a 0 na rodada de sábado, 12/5, pela segunda rodada da competição. O time do Reginalice tem a companhia de Ponte Preta e Aliança na ponta da tabela, com duas vitórias em dois jogos, mas leva vantagem no saldo de gols: 7 contra 5 dos rivais.

A rodada de sábado foi encerrada com a vitória de virada do campeão Aliança contra o Fernão, por 4 a 1. O jogo foi equilibrado até metade da segunda etapa. O Fernão, que havia aberto a contagem no primeiro tempo, conseguia anular a força ofensiva do Azulão, mas na parte final do jogo o campeão se impôs e virou o placar.

Ponte x Trovoada: muita confusão e sete gols de bola parada

Ponte Preta, do Belval, e Trovoada, do Mutinga, fizeram um jogo tenso, cheio de confusões e reclamações dos dois lados contra a dupla de árbitros. Ao final, vitória da Macaca por 6 a 4, sendo que sete dos dez gols foram de falta, tiro livre ou pênalti, o que mostra o elevado número de infrações cometidas pelos dois times.

A partida começou equilibrada, com predomínio dos goleiros Elias, da Ponte e, especialmente Bruno Gordão, do Trovoada, que fez três grandes defesas nos primeiros minutos. O primeiro gol só saiu aos 8, com Caíque batendo falta rasteira, abrindo a contagem para o time do Mutinga. A Ponte empatou no minuto seguinte, com Welliton Kojak batendo pênalti, mas Caique voltaria a marcar na sequência. Três minutos depois, novo empate, com golaço de Welliton, que driblou dois adversários e tocou fora do alcance do goleiro. No final da primeira etapa, a Macaca abriu 4 a 2 com dois gols de Pedrinho cobrando tiros livres.

ponteconfusao
Muita confusão no jogo entre Ponte Preta e Trovoada

O segundo tempo foi mais de reclamações do que de bola rolando. Logo no primeiro minuto, um pênalti marcado pela arbitragem contra o Trovoada em toque de mão, gerou muita polêmica e discussão. Welliton bateu e marcou, fazendo 5 a 2, mas o jogo desandou e aos 4 minutos Caíque discutiu forte com a arbitragem e foi expulso.

Os ponte-pretanos alegam que o atleta agrediu o árbitro. Pelo regulamento, isso significaria o encerramento da partida e a eliminação do Trovoada. Houve muita confusão e o jogo ficou parado por 7 minutos e foi reiniciado com a expulsão de Caíque.

A equipe do Mutinga se desestabilizou e a Ponte se aproveitou para fazer 6 a 2, com o quarto gol de Welliton. Aos poucos, porém, o Trovoada se encontrou e foi para cima e poderia ter mudado o resultado, que parecia definido. O time marcou duas vezes, com Iuri, aos 12, e Gabriel, aos 15, ambos em cobranças de tiro livre. Mas perdeu três ótimas oportunidades em um pênalti, defendido por Alê, e dois tiros livres desperdiçados. Final, Ponte 6 a 4.

Ainda houve tempo para mais confusão na saída dos times e muita reclamação contra a arbitragem pelos dois lados. “O juiz estragou o jogo”, afirmou o goleiro Bruno, do Trovoada. “Ele se perdeu completamente.” Do lado da Ponte, a revolta era por causa da suposta agressão ao árbitro. “Ele teve medo de acusar a agressão”, disse Maxwell, dirigente ponte-pretano. “Se tem regulamento, tem que cumprir, porque senão os jogadores vão achar que podem agredir árbitro”, disse ele. “Se fosse contra a Ponte, estava todo mundo na delegacia fazendo B.O.”, concluiu.

Queixas contra o ginásio

pontemochilas
Sem chaves nos vestiários, mochilas nas arquibancadas

A segunda rodada da primeira divisão foi toda disputada no Parque Imperial, desde as 9h45. Houve reclamação generalizada quanto às condições do ginásio. A principal delas, foi sobre a falta de chaves para trancar os vestiários. Os atletas foram obrigados a deixar suas bolsas nas arquibancadas sob proteção de integrantes das equipes. A partida entre Cola na Banca e Grêmio foi adiada a pedido do CNB em razão da morte de uma parente de um dirigente do clube.

futsal-rodada2

Compartilhe: