Ex-secretária de Barueri aparece na Operação Lava Jato

0
3548
Compartilhe:

Ana Claudia de Paula Albuquerque foi titular da pasta de Assuntos Jurídicos da atual gestão de Rubens Furlan

A ex-secretária de Assuntos Jurídicos de Barueri, Ana Claudia de Paula Albuquerque, apareceu na 45ª fase da Operação Lava Jato, denominada Abate 2, deflagrada nesta quarta-feira, 23/8. Por decisão do juiz Sérgio Moro, foi realizada uma ação de busca e apreensão em sua casa, num condomínio em Cotia, e ela foi levada a depor na Polícia Federal (PF) coercitivamente (isto é, mesmo quando a pessoa se recusa a atender à decisão judicial).

moro
Sérgio Moro expediu mandado de busca e apreensão

Ana Claudia é suspeita de ter recebido propina em dinheiro em nome de Candido Vacarezza, ex-líder dos governos de Luis Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. Durante as investigações, ela teve o sigilo telefônico quebrado e foram encontradas mensagens que, segundo Moro “têm caráter suspeito, como solicitações de empresários para interferências em seu favor pelo então deputado federal (Vacarezza)”.

A advogada foi assessora de Vacarezza na Assembleia Legislativa paulista, de 2001 a 2005, quando ele era deputado estadual. Vacarezza. que fez carreira no PT mas agora pertence ao recém-fundado partido Avante, é suspeito de receber US$ 438 mil em propina por contratos da Petrobras até 2011. Em razão disso ele foi preso pela PF no último dia 18.

Ana Claudia foi secretária municipal de Assuntos Jurídicos de Barueri de janeiro a junho deste ano. Desconhecida na cidade, sua nomeação surpreendeu o mundo político local. Ela deixou o cargo num episódio nunca esclarecido e foi substituída pelo advogado pessoal do prefeito Rubens Furlan, Marco Aurélio Toscano da Silva, com quem a ex-secretária mantinha relações pessoais e profissionais e que a indicou para o cargo.

Compartilhe: