Segundo a PM, operação no centro autua mais de 80 infratores de trânsito

0
1891
Compartilhe:

Além dos veículos removidos, 167 pessoas foram submetidas ao ‘teste do bafômetro’. Um condutor se recusou a realizar o teste

legand
Dos condutores fiscalizados, dois tiveram a CNH recolhida e três, os documentos do veículo/Foto: Divulgação

Na tarde da última quinta-feira, 8/2, a 5ª Companhia do 20º Batalhão de Polícia Militar realizou uma mega operação em conjunto com o Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran) no Centro e em outros dois pontos da cidade, entre as 14 e 22 horas.

Segundo a Capitã Sandra, responsável pela operação, o foco foi a redução dos índices de crimes em que indivíduos utilizam motocicletas para prática de delitos em geral. “Apesar da fiscalização ser realizada com abordagem e verificação da documentação de veículos e condutores, a ação está focada na questão criminal”, explicou a oficial.

A operação, que durou oito horas, contou com o apoio de Rádio Patrulhamento Motorizado, Rádio Patrulhamento com o Emprego de Motocicleta (ROCAM), Base Comunitária Móvel, além de um guincho.

No local, o Barueri na Rede conversou com um motociclista, que teve o veículo vistoriado. “Estou aguardando a liberação da minha moto”, contou enquanto esperava o fim da operação, realizada na avenida Presidente Tancredo de Almeida Neves, no Centro, que em menos de duas horas já tinha 22 carros, mais de 20 motos, dois caminhões e um condutor por dirigir embriagado fiscalizados, além de ter feito 103 autuações no total.

Devido a ação da PM e de um acidente envolvendo carro e ônibus que aconteceu na avenida Guilherme Perereca Guglielmo (leia aqui), o trânsito na região ficou carregado. No fim da operação, foram removidos 33 automóveis, 11 motocicletas e três caminhões. Mais 41 carros, 18 motos, três caminhões e 62 condutores foram fiscalizados.

Destes, 53 condutores foram autuados, foram registrados 81 autos de infrações, 71 pessoas abordadas, duas CNH e três documentos recolhidos. Do teste do etilômetro (popularmente conhecido como ‘teste do bafômetro’), 167 condutores foram submetidos e um se recusou a realiza-lo.

Compartilhe: