Oeste derrota Figueirense em Florianópolis por 2 a 1

0
183
Compartilhe:

Rubrão segue rotina de bater os times do alto da tabela e fica provisoriamente a dois pontos do G4

figs
Oeste soube controlar o adversário e voltou de Santa Catarina com mais três pontos

O Oeste vai seguindo a rotina de se bater os times que vão bem na série B do Brasileirão e tropeçar nos que estão mal. Nesta segunda-feira, 9/7, o Rubrão derrotou o Figueirense por 2 a 1 em Florianópolis e voltou a se aproximar do G4. O jogo abriu a 15ª rodada da competição e os catarinenses poderiam subir até a vice-liderança se vencessem.

O Oeste abriu a contagem na primeira subida ao ataque em uma de suas jogadas fortes. Em cobrança de escanteio, o zagueiro Leandro Amaro subiu mais que a zaga e marcou de cabeça antes de um minuto de jogo.

Em vantagem, o Rubrão tratou de administrar a partida, fechando os espaço para o Figueira, que praticamente não teve oportunidades durante toda a primeira etapa. Até que aos 42 minutos, o zagueiro Cleberson empatou em jogada semelhante do agol do Oeste: escanteio cobrado na área a cabeçada sem defesa.

O empate não era ruim para o time de Barueri, que voltou para o segundo tempo tentando esfriar o adversário. A proposta deu certo, o jogo ficou sob controle e o Rubrão acabou encontrando seu gol. Claudinho cobrou falta, Leandro Amaro desviou de cabeça, a bola bateu no travessão e voltou para Pedrinho aproveitar o rebote e desempatar a partida.

O Figueirense tentou o tudo ou nada, mas o Oeste se defendeu bem e mais uma vez contou com o goleiro Tadeu, que fez grande defesa em cabeçada de Zé Antônio.

Com a vitória, o Rubrão foi a 21 pontos, dois abaixo do G4, na décima colocação, mas ainda pode perder um posto dependendo do resultado do Goiás, que recebe o Criciúma dia 13/7, sexta-feira. A próxima partida do Oeste será apenas no dia 21/7, na Arena Barueri, contra o Paysandu, às 19 horas.

Contra o Figueirense, jogaram Tadeu; Adriano Alves, Joilson, Leandro Amaro e Conrado (Guilherme Romão); Lídio, Betinho e Claudinho (Léo Ceará);
Bruno Lopes (Raphael Luz), Pedrinho e Bonilha.

Compartilhe: