Morre aos 76 anos Celso Giglio, ex-prefeito de Osasco

0
1818
Compartilhe:
celso-giglio-face
Celso Giglio estava internado desde o dia 5 de maio. Foto: Reprodução

O médico e deputado estadual estava internado desde dia 5 de maio, após sofrer um acidente domésticoO deputado estadual e ex-prefeito de Osasco, Celso Giglio, morreu na tarde desta terça-feira, aos 76 anos, depois de dois meses internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Giglio sofreu um acidente doméstico no dia 5 de maio e desde então permaneceu na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital.

Giglio nasceu no dia 14 de fevereiro de 1941 na cidade de Campinas (SP). Era médico formado pela Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro, com especialização em Cirurgia Geral, Ginecologia e Obstetrícia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e Administração Hospitalar pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

O ex-prefeito prestou concurso para trabalhar e foi admitido para o serviço médico municipal de Osasco, em 1966, além de prestar serviço no Serviço de Assistência Médica e Domiciliar de Urgência (SAMDU), da administração federal, também no município.

Celso Giglio entrou na vida pública ainda na década de 1970 e foi eleito vereador em Osasco em 1988. Saiu da Câmara dois anos depois, quando venceu a eleição para deputado estadual. Indicado pelo então prefeito Francisco Rossi, assumiu o cargo de prefeito de Osasco depois de vencer o pleito de 1992, vitória que seria repetida em 2000.

Seria eleito novamente deputado estadual em 2006, 2010 e 2014, além de deputado federal em 1998.

Voltou a disputar a prefeitura de Osasco em 2012 e 2016, mas sua candidatura foi impugnada em ambas as eleições, enquadrado na lei de ficha-suja em função.

Viúvo, Celso Giglio deixa cinco filhos e quatro netos.

Seu corpo será velado a partir das 8 horas de quarta-feira, 12/7, no Teatro Municipal Glória Giglio. O sepultamento está marcado para às 16 horas no Cemitério do Bela Vista, em Osasco.

Compartilhe: