Moradores do Belval reclamam de cheiro forte de produtos químicos em rio

0
1063
Compartilhe:

Com a chuva do último sábado, 1/12, odor saiu pelas bocas de lobo e incomodou residentes do bairro

Moradores da avenida Itaqui, no Jardim Belval, tiveram problemas com odor de produtos químicos lançados no rio Itaqui, que passa por baixo da via. Com a forte chuva do último sábado, 1/12, o cheiro saiu pelas bocas de lobo com maior intensidade, causando transtornos para quem mora e passa pelo local.

“Toda vez que chove, eles [empresas próximas] aproveitam e jogam resíduo químico, por que fica fácil para dispersar”, alega Izaurino Paulo, morador do bairro, ao Barueri na Rede. “Dessa vez foi muito forte, até gente de longe sentiu”, conta Izaurino.

Ele diz ainda que o cheiro dos produtos “arde o nariz, dá dor de cabeça e sufoca” e que a situação piora para quem tem problemas respiratórios. Izaurino acionou a Defesa Civil sobre o caso. Segundo ele, o odor parou no domingo, 2/12.

O BnR procurou a prefeitura que, por meio da Secretaria de Comunicação (Secom), informou em nota que “após denúncia, a Guarda Ambiental realizou vistoria no rio Itaqui, no trecho pertencente à Barueri. Também foram vistoriadas todas as empresas na extensão do rio e nada foi encontrado nos limites do município”.

A nota afirma ainda que “acredita-se que os resíduos químicos possam vir de cidades vizinhas, como Jandira e Itapevi” e que se comprovado que os produtos sejam provenientes de empresas de alto impacto, “a denúncia deverá ser encaminhada à Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb)”.

Compartilhe: