Jovem do Belval desapareceu após se afogar no Guarujá

0
12877
Compartilhe:

Lucivan Lima da Silva, de 22 anos, ainda não foi encontrado. Acidente aconteceu na Praia de Pernambuco no último sábado, 13/10

Por: Caroline Rossetti

O morador do Jardim Belval, Lucivan Lima da Silva de 22 anos, está desaparecido desde o último sábado, 13/10, após se afogar na Praia de Pernambuco, no Guarujá, litoral sul de São Paulo. Até a tarde desta segunda-feira, 15/10, a família não teve notícias do rapaz.

Lucivan trabalha em uma gráfica, mora no Belval e estuda no Senai de Barueri/Foto: Arquivo Pessoal
Lucivan mora no Belval, trabalha em uma gráfica e estuda no Senai de Barueri/Foto: Arquivo Pessoal

Lucivan havia descido para o litoral no feriado de sexta-feira passada, 12/10, junto com a namorada, o primo e a namorada dele. No sábado, por volta das 12 horas, os dois casais decidiram passar na praia antes de voltar para Barueri e Lucivan sumiu no mar, no dia do aniversário da mãe.

Em conversa com o Barueri na Rede, a cunhada de Lucivan, Vanessa, contou como o caso ocorreu. Ela relatou que as namoradas ficaram na praia esperando, enquanto Lucivan e o primo, Macks Suel, entraram no mar. “Nisso, veio uma onda muito forte, que separou os dois. O Macks Suel foi jogado nas pedras e alguns banhistas conseguiram ajudar ele, mas, o Lucivan começou a se afogar e acabou sumindo”, disse a cunhada.

Ela contou ainda que não havia salva-vidas na parte da praia onde eles estavam e que quem estava por perto foi buscar ajuda, mas o socorro demorou para chegar. Macks Suel foi atendido pelos bombeiros e levado para a Unidade de Pronto Atendimento da Enseada, também no Guarujá.

A família ainda não tem notícias do paradeiro de Lucivan e continua em contato com o Grupamento de Bombeiros Marítimo (Gbmar), que retomou as buscas nessa segunda-feira, 15/10, com lanchas e botes das equipes de Salvamento Aquático. “Disseram pra gente que tem que aguardar, que eles estão procurando mas, que esse tipo de busca leva uns cinco dias”, comentou a cunhada, que completou que Lucivan é um menino trabalhador, esforçado e bom filho.

O jovem mora no Jardim Belval, trabalha em uma gráfica há três anos e faz cursos de aperfeiçoamento no Senai de Barueri, no Centro.

Compartilhe: