Flagrado esquema de venda de drogas dentro do ITB

0
18866
Compartilhe:

Aluno foi pego com brigadeiros de chocolate com maconha no ITB do Belval. Foram detidos 14 estudantes

itb3
Dentro da mochila do aluno foram encontrados 12 brigadeiros de chocolate com maconha

Foi desbaratado nesta quinta-feira, 5/7, um esquema de venda de drogas no interior de unidades do Instituto Técnico de Barueri (ITB). Investigação iniciada pela instituição há três semanas levou à detenção de quatro maiores e dez menores, todos estudantes do ITB Brasilio Flores de Azevedo, no Jardim Belval.

O setor de Segurança da Fieb, à qual os ITBs estão vinculados, tinha informações de que alunos do ITB Belval estavam consumindo maconha misturada em brigadeiros de chocolate. Após 20 dias de obervação, foi identificado o estudante menor de idade que vendia a droga.

Ficou decidido então que esta quinta-feira, último dia de aulas antes das férias, seria o melhor dia para interceptar a venda. Por volta das 7 horas, o aluno suspeito foi abordado no portão de entrada da escola e levado até a sala da segurança. Durante a revista consentida, foi encontrada uma porção de maconha, que o menor disse ter comprado de um colega da escola.

“Efeito legal”

Havia também 12 brigadeiros de chocolate em sua mochila, que disse ter levado ao colégio para vender. Mas, no decorrer da conversa, ele admitiu que os doces continham maconha. Disse ainda que comprou a droga no bairro do Km 21, em Osasco, e fez um preparo com margarina e chocolate. De acordo com depoimento dos funcionários que acompanharam a ação, o rapaz declarou que havia provado o doce, conhecido como “brisadeiro”, e que tinha sentido um “efeito legal”.

Foi então solicitado apoio da Guarda Civil. Enquanto isso, o jovem indicou 13 nomes de alunos que, segundo ele, são seus clientes rotineiros e que comprariam os brigadeiros que havia levado para a escola. A GCM conduziu à Delegacia Central todos os 14 alunos, dos quais quatro são maiores e dez, menores.

Durante o depoimento à Polícia Civil, o adolescente afirmou que havia passado 30 doces com maconha para uma amiga vender no ITB do Jardim Paulista, onde ela estuda. Com a ajuda da Guarda, a garota também foi detida e levada ao DP do Jardim Silveira. Com ela, foram apreendidos seis doces.

Análise inicial feita pelo Instituto de Criminalística não identificou a droga nos brigadeiros localizados na unidade do Paulista, provavelmente em razão da pequena quantidade, segundo os peritos. Os dois casos foram registrados pela polícia, que investigará a participação de cada um dos jovens. Enquanto isso, eles foram liberados.

Compartilhe: