Enterro de vítima de acidente com van escolar atrai multidão

0
11340
Compartilhe:

Milhares de pessoas passaram pelo velório, em Barueri, e perueiros fizeram carreata pelas ruas do centro

richome
Pessoas ocuparam as dependências do velório de Barueri desde a madrugada/Fotos: BnR

Centenas de pessoas acompanharam no início da tarde deste sábado, 14/4, o sepultamento de Ricardo Cleto Faverssani dos Santos, que morreu na sexta-feira em decorrência do acidente que envolveu uma van escolar e um caminhão baú na Vila Lourdes, em Carapicuíba. O menino, de 10 anos, teve uma parada cardiorrespiratória no local, foi reanimado, mas acabou morrendo no Hospital Sanatorinhos. Ele foi sepultado no Cemitério Municipal de Barueri às 14 horas.

A van transportava estudantes de Carapicuíba para a Fieb Dagmar Ribas Trindade, no Jardim Belval. No choque entre os dois veículos, 17 pessoas ficaram feridas e foram levadas para hospitais da capital e da região. Cinco crianças ainda estão internadas em estado grave, mas as demais já receberam alta. Segundo o motorista do baú, seu veículo perdeu os freios na rua da Reserva, uma ladeira íngreme, e chocou-se com a van, que desembarcava crianças na avenida Victório Fornazzaro. A perícia analisou o caminhão e vai confirmar ou não a suspeita de problemas no freios. A polícia apura a informação de que a perua estaria parada no meio da via, e não junto à calçada.

Leia a reportagem sobre o acidente: Caminhão atinge van escolar com alunos da Fieb em Carapicuíba

Durante todo o velório, iniciado na madrugada de sábado, milhares de pessoas passaram pelo local, entre amigos da família, professores e pais de alunos e colegas de Ricardo na Fieb. Também havia grande número de condutores de veículos escolares de toda a região.

Manifestação de perueiros

Foi uma fatalidade, o motorista da perua é muito cuidadoso, tem muitos anos de experiência e estava parado quando foi atingido pelo caminhão”, afirmou Daniel Calheiros, presidente da Associação do Transporte Escolar de Barueri e Região. “A van está toda regularizada, foi vistoriada e está com a documentação em dia”, disse. Durante o velório, cerca de cem motoristas e proprietários de veículos escolares que atuam em toda a Grande São Paulo fizeram uma carreata que partiu do ginásio José Corrrea e terminou diante do Velório Municipal, em solidariedade às vítimas e ao condutor da van.

ricvans
Motoristas de vans fizeram carreata pelo centro da cidade pouco antes do sepultamento

O motorista do veículo escolar, conhecido como Tio Paulo, precisou ser socorrido, mas não teve ferimentos graves. Ele recebeu alta na própria sexta-feira mas, segundo Daniel Calheiros, está em estado de choque. Como é normal nesses casos, sua carteira de habilitação foi retida pela polícia durante o período de investigação. No caso do motorista do caminhão, o delegado Pedro Buk determinou sua prisão preventiva. Ele deve ser indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, e lesão corporal.

Ainda há sete crianças internadas. Quatro estão no Hospital Geral de Carapicuíba (Sanatorinhos), três delas na UTI, duas das quais em estado grave. Dois outros estudantes permanecem em estado grave, um no Hospital Geral de Osasco, em razão de problemas neurológicos, e outro no Hospital das Clínicas, em São Paulo. Uma sétima criança continua no Sameb, com fratura na bacia.

A prefeitura de Carapicuíba decretou luto de três dias pela morte de Ricardo. A Fieb divulgou nota de pesar pela morte e também pelos outros alunos que foram vítimas do acidente. A escola suspendeu as aulas da próxima segunda-feira e adiou as provas trimestrais que estavam marcadas.

ricardo-e-mae
Ricardo e a mãe, Viviane

Um menino carinhoso e atencioso

Ricardo morava com a mãe, Viviane, esteticista e cabeleireira, na estrada da Fazendinha, em Carapicuíba. Ele é descrito por professores e amigos como um menino carinhoso, alegre e muito atencioso com as pessoas. Ele e a mãe costumavam fazer coisas juntos, como participar da Comitiva Rancho da Viola.

O menino era estudioso, pensava em ser médico e estava começando a estudar inglês. Adorava música e estudava violão. O futebol era uma de suas paixões. Gostava muito de jogar bola e era santista. Seu caixão foi coberto com uma grande bandeira do Santos. Foi sepultado com a camisa do Real Madrid.

Compartilhe: