Enfim, o talento de Marília Lopes chega ao The Voice

0
4071
Compartilhe:

Cantora de Barueri foi selecionada no reality musical e participará do time de Lulu Santos

marilia4
Em seus shows, Marília mistura novos e antigos sucessos com músicas próprias/Fotos: arquivo pessoal

Era noite de quinta-feira passada (12/10) e a menina de Barueri que cresceu cantando para as crianças nas maternais da cidade, que participa há anos do espetáculo da Paixão de Cristo, que trocou a arquitetura pela música, viu a cadeira girar na sua frente e ali estava Lulu Santos dizendo que a queria para o seu time. Marília Lopes tinha acabado de cantar Garganta, de Ana Carolina, para todo o Brasil.

Na quinta tentativa, aos 25 anos, finalmente ela conseguia realizar o sonho de participar do The Voice. “É realmente um sonho e quero viver cada momento, independentemente do resultado”, afirma. “O Lulu ter virado foi sensacional, sou fã dele desde pequena, cresci ouvindo em casa.”

Nascida em uma família musical, Marilia cantarolava pela casa desde pequena e já aos seis anos cantou em público pela primeira vez, numa cerimônia religiosa na paróquia Santa Cruz, no Engenho Novo. “Na época, era só uma capelinha”, lembra. Não parou mais. Nesta época começou a aprender violão e as apresentações foram se tornando rotina.

marilia3
A paixão pelo violão surgiu aos seis anos de idade

No início da adolescência, já morando no Jardim Reginalice, onde vive até hoje, a mãe, Neusa, que é diretora de maternal, a levava para cantar para as crianças nos locais onde trabalhava. “Foi uma experiência linda, cantar para crianças e muito bom”, conta ela. Também cantava na escola em que estudava, a Emef Gilberto Florêncio.

A cantora venceu a arquiteta

Foi logo ficando conhecida até que aos 15 anos as coisas se clarearam. Estimulada por um professor do ensino médio, n a escola onde estudava, em Osasco, participou de um show de talentos. Foi a primeira vez que se apresentou para pessoas desconhecidas. E entre elas, estavam músicos, produtores e empresários. “Nesse momento, comecei a pensar seriamente em me dedicar à música”, lembra Marília. Com essa idade ela também começou a compor e montou sua própria banda.

Apesar disso, enquanto se aprimorava como cantora e compositora, ela não abandonou o projeto de carreira profissional que tinha escolhido. Entrou na faculdade de Arquitetura e Urbanismo na Uninove, concluiu o curso e começou a trabalhar num escritório no Alphaville. Fazia o que podia para conciliar o trabalho de arquiteta com os convites para se apresentar em festas e eventos, cada vez mais frequentes.

Até que no ano passado, Bruno Gadiol, também de Barueri e finalista da edição anterior do The Voice, a indicou para cantar aos domingos onde ele também se apresentava. Até que a agenda de Bruno o impediu de continuar atuando no local e ela assumiu seu lugar, às quartas, sábados e domingos. Já não havia mais espaço para a arquitetura em sua vida.

Marília compositora

Quem fizer um passeio pela internet vai conhecer o talento e as canções de Marília. Ali pelos 14 anos, despontou seu lado compositora. “Eu vi um casal de namorados, a cena me tocou e me inspirou a fazer uma música”, lembra ela. Marília não parou mais e em 2015 produziu um EP só com músicas próprias.

Quando compõe, ela gosta de falar de histórias reais, de escrever sobre a vida, sobre as pessoas. De gente anônima a figuras conhecidas, como o papa Francisco, para quem fez uma canção na época de sua consagração.

marilia2
Marília deixou a arquitetura para se dedicar à música

Eu seu show, ela mistura composições suas com sucessos de nomes como Ana Carolina, Kassia Eller, Anavitória e Tiago Iorc. “Eu junto coisas recentes com outras mais antigas e também as minhas músicas”, explica. “Costumo dizer que é o ‘show da Marília Lopes’.”

Agora, o foco de Marília será a participação no The Voice. “Quero aproveitar ao máximo, aprender, quero me encontrar musicalmente”, diz ela. “Afinal, entre 300 mil candidatos, eu fui uma das 48 escolhidas, não posso desperdiçar essa oportunidade.”

Se depender da torcida em Barueri, ela vai longe. Desde o momento em que Lulu Santos girou a cadeira, Marília passou a receber o carinho de milhares de pessoas. Em menos de 24 horas, o número de seguidores em seu Instagram saltou de mil para 10 mil. “A galera de Barueri está me apoiando muito, estou muito feliz.” Ela diz que não para de receber mensagens e não está dando conta de responder todas, mas garante que ninguém vai ficar sem resposta.

E é grata a aqueles que a acompanham desde aquele dia em que cantou na capela de Santa Cruz, no Engenho Novo. “Agradeço a todos de Barueri que me acompanham, escola por escola onde cantei, pais de alunos, amigos, professores que me viram crescer.!

 

Compartilhe: